Destaque Novidades

Novos Sandero, Logan e Stepway mostram evolução gigante

Revelados pela Dacia na Europa, novos Sandero, Logan e Stepway ganharão versão Renault em 2021 com visual diferente
Sandero e Sandero Stepway 2021 [divulgação]
Sandero e Sandero Stepway 2021 [divulgação]

Esqueça absolutamente tudo que você já conheceu sobre os Renault Sandero, Logan e Stepway. A terceira geração da família de compactos de baixo custo foi revelada na Europa e deixa claro que a evolução foi gigantesca. Versão Renault, que será vendida no Brasil, deve chegar apenas em 2021 ou 2022.

Além do visual renovado, a Dacia revelou pouco sobre a nova geração do trio, nem mesmo a traseira do Logan ou o interior foram mostrados. A partir da terceira geração, sai de cena a plataforma B0 usada somente pelos Dacia e Renault brasileiros, entra a global e modular base CMF-B.

A plataforma é a mesma usada pelos novo Renault Clio e Captur na Europa, além dos Nissan Micra (sucessor do March) e Juke. Contudo, nos Dacia é uma variante de custo reduzido e dimensões ampliadas, afinal, preço baixo e espaço interno farto sempre foram as prerrogativas dos carros da marca romena.

Sandero Stepway, Logan e Sandero 2021 [divulgação]
Sandero Stepway, Logan e Sandero 2021 [divulgação]
Um pouco de Kwid, um pouco de Clio

Medidas não foram reveladas, mas pelas imagens fica perceptível que tanto o Sandero quanto o Logan ganharam alguns centímetros. Visualmente há inspiração no Kwid reestilizado e também no novo Clio europeu.

Do subcompacto Kwid, que será vendido na Europa como Dacia Spring, estão os finos faróis com filete de LED em Y cortando toda porção frontal do conjunto luminoso. É possível que agora Sandero, Logan e Stepway tenham faróis full-LED – item oferecido no Brasil, entre os compactos, somente no Polo na versão GTS.

Logan 2021 [divulgação]
Logan 2021 [divulgação]
O interessante dessa nova geração é que a Dacia / Renault soube manter Sandero e Logan com cara de Sandero e Logan, ainda que evoluindo bastante no visual para se alinhar aos rivais mais novos. É o mesmo bom trabalho feito na transição de geração do Duster, que ainda traz elementos fortes do modelo original.

Na lateral, o visual influenciado pelas minivans dos anos 2000 foi abandonado em virtude da elevação da linha de cintura e do para-brisa mais inclinado. A traseira do novo Sandero tem um quê de Clio, mas traz o mesmo formato de vidro e lanternas do modelo atual. A diferença é que ambos ficaram mais finos e altos, dando um aspecto mais esportivo ao hatch.

Sandero Stepway e Sandero 2021 [divulgação]
Sandero Stepway e Sandero 2021 [divulgação]
Espere pela versão brasileira do Sandero com traseira completamente diferente, seguindo as linhas Renault e do modelo atual, que tem lanternas espichadas que invadem totalmente a tampa do porta-malas.

Turbo no Brasil

Ao menos aqui no Brasil, Sandero, Logan e Stepway ganharão nova mecânica na nova geração. Os modelos terão motor 1.0 TCe três cilindros turbo em substituição ao atual 1.6 SCe aspirado de quatro cilindros, ficando assim no mesmo patamar dos rivais VW Polo, Chevrolet Onix, Hyundai HB20 e Fiat Argo (em breve com motor turbo três cilindros).

Já o esportivo Sandero RS será beneficiado pelo motor 1.3 TCe turbo que já está debaixo do capô do Mercedes-Benz Classe A Sedan, mas que será usado também pelo Captur reestilizado e pelas versões mais caras do Duster em 2021.

>>Renault Kwid perde título de carro mais barato do Brasil para Fiat Mobi

>>Renault Alaskan de entrada, que parece Kwid picape, nasce na Argentina

>>Renault e Nissan unificarão plataformas e fábricas no Brasil

Sobre o autor

João Brigato

João Brigato

Um comentário

Clique aqui para comentar

  • O estilo mudou da água para o vinho, melhorou bastante. A modernização dos motores e plataforma já eram inadiáveis; sem isso a Renault continuaria atrás da concorrência e perderia mais mercado ainda. Só estou esperando confirmar o 1.3 Turbo no Sandero R.S. para eu reservar o meu.