Destaque Novidades

Primeiras unidades do Peugeot 208 2021 começam a chegar no Brasil

 Produção na Argentina do novo Peugeot 208 está a todo vapor para exportação para o Brasil
Peugeot 208 [divulgação]

Com a contagem regressiva para ser finalmente lançado no Brasil, a segunda geração do Peugeot 208 já está a caminho das concessionárias nacionais. O modelo será vendido por aqui somente com motor 1.6 aspirado, mas terá uma ampla gama de versões para encarar Volkswagen Polo, Chevrolet Onix e Hyundai HB20.

Segundo informações do Argentina Autoblog, a primeira carreta de unidades do Peugeot 208 destinadas ao Brasil era levada junto a alguns Citroën C4 Lounge e Peugeot Partner, atualmente vendidos por aqui.

A carreta contava, principalmente, com a versão de entrada do hatch compacto igual a que ilustra a abertura dessa matéria. Essa variante terá grade frontal totalmente preta, retrovisores e maçanetas sem pintura, faróis mais simples e um friso preto no lugar dos extensos LEDs dianteiros que simulam os dentes de um leão.

Apesar do visual de modelo de entrada, o novo 208 será bastante recheado mesmo nas versões mais baratas. Contudo, a lista de itens de série, versões e equipamentos só serão divulgadas no lançamento oficial do hatch compacto no Brasil.

Peugeot 208
Peugeot 208 (divulgação)

O que já está confirmado para as versões mais caras é o painel de instrumentos totalmente digital com tela 3D, carregamento de celular por indução, faróis full-LED, teto solar e frenagem de emergência.

Motor 1.6 já conhecido

Todos os Peugeot 208 2021 serão servidos pelo motor 1.6 quatro cilindros aspirado de 118 cv e 16,1 kgfm de torque que atualmente está presente em Citroën C4 Cactus, C3, Peugeot 2008 e na antiga geração do 208 já descontinuada.

As versões de entrada terão transmissão manual de cinco marchas, enquanto os modelos mais caros encararão os rivais com o já conhecido câmbio automático de seis marchas usado desde os compactos da Peugeot e da Citroën, até o médio C4 Lounge.

Não será dessa vez que o novo Peugeot 208 será turbinado: a marca descartou o lançamento da versão turbo do motor 1.2 PureTech ao menos nesse primeiro momento. Como o motor é importado, seria caro demais para o 208 argentino por conta da desvalorização da moeda local e a alta do dólar.

Peugeot 208 (divulgação)

Sai turbo, entra elétrico

Por outro lado, a marca cogita produzir localmente o propulsor, que será aproveitado também pela próxima geração do SUV compacto 2008 e pelo Citroën C4 Cactus quando for reestilizado. Caso isso aconteça, o motor turbo será visto no 208 apenas na versão esportiva GT Line. Motor 1.6 THP, que já foi usado pelo 208 antigo, não cabe no cofre do novo modelo.

Para compensar a ausência do modelo turbinado e tentar embarcar no sucesso que tem feito na Europa, a Peugeot venderá por aqui a versão elétrica do 208. Enquanto por lá ele é chamado de e-208, por aqui adotará o nome 208 e-GT, já que será vendido somente na versão topo de linha com roupagem esportiva.

O 208 elétrico será importado da França, onde é produzido. Por isso espere por preços bem acima dos R$ 100 mil para poder encarar Renault Zoe, JAC iEV40, Chevrolet Bolt e Nissan Leaf.

>>Peugeot confirma 208 elétrico no Brasil

>>Peugeot 208 terá painel digital i-Cockpit 3D

>>Peugeot 3008 reestilizado terá inspiração no novo 208

Sobre o autor

João Brigato

João Brigato

Comente

Clique aqui para comentar

Vídeo

Triumph T120 Black: uma clássica Bonneville com pegada agressiva