Destaque Mercado

Peugeot desiste de voltar aos EUA para focar na Alfa Romeo e Chrysler

Se não fosse pela Stellantis, Peugeot voltaria aos Estados Unidos, mas agora o foco é fortalecer as marcas que já estão lá, como Chrysler e Alfa Romeo
Peugeot 208 Active Pack [Auto+ / João Brigato]
Peugeot 208 Active Pack [Auto+ / João Brigato]

Antes do casamento PSA e FCA, a Peugeot tinha planos concretos de voltar aos Estados Unidos. Contudo, o processo de reestruturação da Stellantis colocou um freio nos planos da marca do leão: agora o foco no mercado norte-americano é fazer a Alfa Romeo crescer e a Chrysler ressurgir das cinzas.

Desde 2017, a Peugeot havia nomeado o executivo Larry Dominique para liderar o retorno da marca para o mercado norte-americano. Passos haviam sido dados como o início das operações do sistema de aluguel de carros Free2Move. Ele seria usado para introduzir os carros da Peugeot no mercado.

Até mesmo um sedã 508 chegou a ser importado e visto circulando por alguns encontros automotivos a fim de promover a marca. Contudo, Larry Dominque agora foi movido para a liderança da Alfa Romeo nos EUA, segundo o Automotive News.

Alfa Romeo Stelvio [divulgação]
Alfa Romeo Stelvio [divulgação]
Ele cuidará do desenvolvimento da marca por lá, a qual, desde seu retorno, patina nas vendas. Hoje a Alfa Romeo conta apenas com o sedã médio Giulia e o SUV médio Stelvio. Apesar de serem sempre elogiados pela crítica, as vendas não são tão animadoras assim.

Mesmo assim, a Alfa Romeo cresceu 1,3% nas vendas no ano passado – mesmo em um ano pandêmico. Com o futuro lançamento do SUV compacto Tonale e de um SUV ainda menor baseado na plataforma do Peugeot 208, a Stellantis espera que a Alfa Romeo ganhe tração nos EUA.

Alfa Romeo Tonale Concept (divulgação)

A marca também investirá em um SUV maior que o Stelvio mirando justamente o mercado norte-americano. Novas concessionárias devem ser abertas e a Stellantis deve investir pesado na expansão da marca nos EUA, tal qual fez com a Jeep aqui no Brasil há alguns anos.

E a Chrysler?

Nesse meio, a Chrysler também deve se beneficiar. A Stellantis não se cansa de dizer que todas as marcas do grupo são importantes e que terão chance de sucesso. Sem a Peugeot para dividir atenção, a Chrysler deve ganhar novos modelos e mais investimentos.

Chrysler Pacífica 2021 (divulgação)

Atualmente a marca conta com o belo, mas jurássico, sedã 300C e as minivans Pacifica e Voyager. Modelos, os quais, na realidade, são o mesmo carro, porém com visual e preços diferentes.

>>Peugeot 208 Active Pack tem o essencial, mas falta charme – Avaliação

>>Comparativo: Peugeot 208 e VW Polo: tipo Europa ou engana-brasileiro?

>>Avaliação: novo 208 é a revolução que a Peugeot prometeu?

Sobre o autor

João Brigato

Comente

Clique aqui para comentar