Destaque Novidades

Primeiro Peugeot com logo da Fiat é revelado em versão elétrica

Era questão de tempo até que algum modelo da Peugeot se transformasse em Fiat e esse é o caso do Scudo
Fiat Scudo [divulgação]
Fiat Scudo [divulgação]

Há décadas o trio Fiat, Peugeot e Citroën desenvolvem juntas as vans comerciais Ducato, Boxer e Jumpy. Isso tudo antes do casamento criado pela Stellantis. Contudo, até hoje não havia um Fiat nascido a partir de um Peugeot / Citroën. Agora que elas fazem parte de um mesmo grupo, não fazia mais sentido a Fiat reaproveitar uma van da Renault.

Esse, na verdade, é o retorno de um modelo que já foi também desenvolvido junto das francesas. Em 1995 a Fiat lançou o Scudo, um furgão que tinha com equivalentes Citroën Jumpy e Peugeot Expert. Os modelos ganharam uma segunda geração em 2007, que durou até 2016.

Nessa época a Fiat desistiu da parceria e resolveu lançar o Talento, um modelo que era derivado do Renault Trafic. Para 2022, no entanto, o Fiat Scudo volta a ser uma versão italiana dos irmãos Peugeot Expert e Citroën Jumpý. Os franceses, vale lembrar, são produzidos no Uruguai e isso pode incentivar o lançamento do modelo Fiat no Brasil.

As modificações estéticas do Fiat Scudo são mínimas: a dianteira tem lentes internas modificadas, mas bastante parecidas com as do Citroën. Já a grade frontal forma um sorriso parecido com a do Argo, com direito ao logotipo script da fabricante do Pulse. Na traseira, o antigo logo redondo é acompanhado da plaqueta Professional.

Diesel ou elétrico?

O mais interessante é que a Fiat oferecerá uma versão elétrica do novo Scudo chamada de E-Scudo (basicamente não mudando a pronúncia do nome). Ele traz motor elétrico de 136 cv e 26,5 kgfm de torque com pacote de baterias de 50 kWh com 220 km de autonomia ou 75 kWh com 330 km de autonomia.

As versões regulares usam motor 1.6 BlueHDi quatro cilindros turbo diesel de 115 cv e 31,5 kgfm de torque. É o mesmo motor usado no Brasil por Jumpy e Expert e que deverá ser ofertado no modelo caso ele venha a ser vendido no Brasil. A transmissão é manual de seis marchas, mas na Europa há opção automática de seis marchas.

Assim como a Peugeot, Opel e Citroën fazem, a versão de passageiros do Fiat Scudo tem outro nome. A italiana resgatou o nome Ulysse, que foi usado em uma minivan equivalente à Peugeot 807 e Citroën C8. Há também versão elétrica, o e-Ulysse, que faz par à Opel Zafira-E, Peugeot e-Traveller e Citroën ë-Specetourer.

>>Kia Stonic no Brasil encarará Pulse com preço de Jeep Renegade

>>Fiat Pulse traz o que o Argo tem de melhor e além | Impressões

>>Pulse 1.3 é menos potente e mais gastão que o Argo 1.3

Sobre o autor

João Brigato

Comente

Clique aqui para comentar

Vídeo

Triumph T120 Black: uma clássica Bonneville com pegada agressiva