Destaque Novidades

RAM projeta crescimento no Brasil, mas descarta 1500 diesel

Para a RAM, público da 1500 e da 2500 são totalmente diferentes, por isso uma versão diesel da picape de entrada está fora de cogitação
RAM 1500 Rebel [divulgação]
RAM 1500 Rebel [divulgação]

Depois de fortalecer a Jeep no Brasil, a FCA iniciou por aqui seus planos de expansão de outra marca importantíssima para o grupo, a RAM. A trajetória de ampliação começou com a abertura de novas revendas e, mais recentemente, o lançamento da 1500 por aqui.

Ao lado da Jeep e da Alfa Romeo, a RAM foram a trinca das principais marcas do grupo ítalo-americano em âmbito global. Apesar de estar presente em nosso país há muito tempo, ela não vinha tendo a atenção merecida, o que mudou drasticamente em 2020.

Ram 2500 Night Edition (divulgação)

As picapes RAM passaram a ser vendidas em algumas revendas Jeep e ganhar espaço próprio em alguns lugares. A resposta do consumidor foi clara, visto que as vendas cresceram 200% durante esse ano, mesmo em um cenário pandêmico bastante complicado.

Para o próximo passo, a marca norte-americana vai investir forte em sua dupla de picapes. Segundo Breno Kamei, diretor da marca no Brasil, em uma conversa com jornalistas onde o Auto+ esteve presente: “temos obviamente planos futuros de expandir a atuação da marca no nosso mercado. E damos esse primeiro passo importante com a 1500”.

ram
RAM 2500 (divulgação)

Contudo, a atuação da 1500 será mais limitada que a da irmã maior 2500, ainda que ela seja mais acessível ao público por não necessitar de carteira de motorista para caminhão. Segundo o executivo, a menor das picapes será vendida somente na versão Rebel e não há previsão para novas variantes. A marca ainda aposta que a 2500 é seu principal produto.

A RAM havia registrado e testado a 1500 Laramie no Brasil, sendo flagrada em diversas situações. Além disso, havia expectativas de inserção de novos motores, como um diesel e uma variante híbrida leve do V8 HEMI ou de um V6 gasolina. Mas Breno garante que não é esse o plano.

RAM 1500 Rebel [divulgação]
RAM 1500 Rebel [divulgação]
Inclusive para quem esperava ainda pela RAM 1500 diesel, esqueça: “trazer a diesel hoje seria posicioná-la mais caro que a 2500 diesel. Não seria interessante para o consumidor que tem perfil totalmente diferente. A 1500 é para um público que está em volta dos grandes centros. A 2500 é para quem roda muito, tanto para o lazer quanto para o trabalho”, conclui Breno.

>>Mesmo por R$400 mil, RAM 1500 vende todas as unidades em 18 horas

>>Aznom Palladium é um sedã gigante baseado na RAM 1500

>>RAM 1500 estreia no Brasil por R$ 419.990 com V8 gasolina

Sobre o autor

João Brigato

Comente

Clique aqui para comentar