Destaque Novidades

Renault cogita Grand Duster híbrido de 7 lugares

Minivan Dacia Lodgy que nunca foi vendida no Brasil poderá dar lugar a um novo SUV de sete lugares, o possível Grand Duster
Renault Duster [Auto+ / João Brigato]
Renault Duster [Auto+ / João Brigato]

O último diferencial das minivans será coberto pelos SUVs mais rápido do que se imaginava. Atualmente para quem busca espaço para sete pessoas, mas não quer apelar pra um SUV brutamontes, tem nas minivans a opção. Mas a onda dos utilitários de sete lugares está chegando, como prova a ideia da Renault com o possível Grand Duster.

A Dacia, subsidiária de baixo custo da Renault que projetou Sandero, Logan e Duster, tem a minivan Lodgy como opção para quem quer carregar sete pessoas e não ocupar tanto espaço na rua. Mas as vendas nunca foram lá essas coisas e ela não deve ganhar uma nova geração.

Dacia Lodgy Stepway [divulgação]
Dacia Lodgy Stepway [divulgação]
Segundo o jornal francês L’argus, a Renault cogita substituir a Lodgy por um SUV de sete lugares – um possível Grand Duster. O modelo será construído sobre a plataforma CMF-B, a mesma dos novos Sandero, Logan e Taliant, mas terá como foco o baixo custo.

Até então, a Renault relutava para lançar um SUV da Dacia acima do Duster. Isso se justifica porque na Europa a francesa e a romena disputam mercado. Ainda que a Renault tenha produtos mais sofisticados, um SUV da Dacia maior e com sete lugares poderia prejudicar o mercado do Captur e do Kadjar.

Dacia Lodgy Stepway [divulgação]
Dacia Lodgy Stepway [divulgação]
Como não dá mais para fugir da onda dos SUVs e ter somente um modelo nesse segmento não faz bem para a Dacia, o projeto do Grand Duster voltou à pauta. A ideia é ter um utilitário de porte médio, mas com espaço para sete pessoas. Algo parecido com o que a Jeep prepara para o Brasil e que a Volkswagen faz com o Tiguan Allspace.

Com isso, o Grand Duster pegará tanto o mercado de SUVs compactos (por causa do preço), quanto o de médios (em virtude do porte), além de tomar o lugar familiar hoje ocupado pela Lodgy. Além disso, ele terá pegada ecologicamente correta e deverá trazer motor 1.6 quatro cilindros aspirado com conjunto híbrido, sendo o primeiro Dacia a combinar dois tipos de propulsão.

Renault Duster [Auto+]
Renault Duster [Auto+]
No Brasil a Renault havia cogitado produzir e vender o SUV cupê Arkana em um degrau acima do Captur, mas os planos azedaram. O Grand Duster pode fazer mais sentido dentro da linha brasileira da marca francesa, sempre conhecida por ter modelos com bom espaço interno. Será que vem?

>>Nova Renault Oroch? Dacia revela Duster 2021 picape por R$ 150 mil

>>Segredo: Renault Logan 2022 ficará assim e pode até mudar de nome

>>Avaliação: Duster é o melhor Renault feito nos últimos anos

Sobre o autor

João Brigato

Comente

Clique aqui para comentar

Vídeo

Triumph T120 Black: uma clássica Bonneville com pegada agressiva