Destaque Novidades

Renault Mégane desiste de ser hatch e vira SUV elétrico

Quinta geração do Renault Mégane mudará totalmente de rumos, deixando de ser um hatch para assumir papel de SUV elétrico
Renault Mégane E-Tech Electric [divulgação]
Renault Mégane E-Tech Electric [divulgação]

Depois que Mitsubishi Eclipse, Chevrolet Camaro e Ford Mustang se tornaram SUVs, o próximo modelo a engrossar essa lista será o Renault Mégane. Vendido por quatro gerações em variantes hatch, sedã e perua, o modelo se converterá não somente em um utilitário esportivo, como também terá motorização 100% elétrica.

A nova geração do Renault Mégane receberá os sobrenomes E-Tech Electric e será contruída sobre a plataforma modular CMF-EV. A base é a mesma usada pelo Nissa Ariya e que deve ser a escolhida para o novo Mitsubishi Airtrek.

Sem opção de motor a combustão, o novo Mégane terá propulsor elétrico de 214 cv e baterias de 60 kWh. Não foi revelado se o modelo terá tração dianteira, traseira ou integral. Contudo, a autonomia esperada é para algo superior a 450 km com carga completa.

Renault Mégane E-Tech Electric [divulgação]
Renault Mégane E-Tech Electric [divulgação]
Ainda parcialmente revelado com camuflagem adesiva, o novo Renault Mégane já deixa claro sua conversão ao mundo dos SUVs. Ele é mais alto e parrudo que o modelo anterior. De forma geral, ele tem proporções parecidas com as do Volkswagen T-Cross, apesar do teto levemente mais baixo.

Finesse

Na dianteira, o SUV elétrico traz finos faróis de LED cm prolongamento plástico que vai em direção a uma segunda sessão de luzes na parte inferior do para-choque. A grade frontal típica Renault agora traz o novo logotipo da marca, que está adesivado para esconder alguma novidade por ali.

Renault Mégane E-Tech Electric [divulgação]
Renault Mégane E-Tech Electric [divulgação]
Abertura de ar central com filetes verticais da certa esportividade ao novo Mégane elétrico. Já na traseira, ele apresenta lanternas conectadas e finas tal qual os faróis. O nome Mégane fica abaixo do logotipo da Renault com o E final em verde.

A Renault apensa revelou apenas pedaços da cabine do novo modelo. Ele terá console central flutuante com central multimídia vertical e comandos físicos para o ar-condicionado. Luzes cortesia circundam as portas e painel. Haverá painel de instrumentos totalmente digital com um nicho entre ele e a central multimídia – ainda não explica pela Renault.

Antes do lançamento oficial, a Renault produzirá 30 unidades de pré-série para serem apresentadas ao público e exibir o novo Mégane nas ruas. O ex-hatch, agora SUV elétrico, deverá chegar ao mercado europeu em 2022. Ele será produzido em Duai, França.

>>Avaliação: Duster é o melhor Renault feito nos últimos anos

>>Renault Duster pode ganhar versão de 7 lugares contra Jeep Commander

>>Renault Zoe evolui tanto que parece outro carro | Impressões

Sobre o autor

João Brigato

Comente

Clique aqui para comentar