Curiosidades Destaque Novidades

Se Ranger não tivesse morrido, Ford Bronco seria assim nos anos 2000

Houve um período em que a Ford Ranger foi descartada nos EUA, o que impossibilitou o retorno do Bronco
Ford Bronco Underground [divulgação]
Ford Bronco Underground [divulgação]

Lançamento global mais importante da Ford em 2020, o Bronco quase voltou uma década antes. Há anos existem planos dentro da marca do oval azul para reviver o clássico rival do Jeep Wrangler e isso só não aconteceu há uma década porque a Ford matou a Ranger nos Estados Unidos.

Para entender melhor o que a Ranger tem haver com o Bronco é preciso entender as raízes de ambos. Em 2020, Bronco e Ranger compartilham a mesma base de chassi sobre cabine, permitindo que o SUV seja mais parrudo no off-road e diminua seus custos de produção por compartilhar peças com a picape.

A ideia era justamente a mesma no início dos anos 2000. Contudo, em virtude das vendas baixas e da falta de renovação, a Ford removeu a Ranger de linha nos Estados Unidos em 2011. Era justamente nessa época que já circulava pelos corredores da Ford o projeto de reavivar o Bronco.

Bronco Underground

A equipe batizada de Bronco Underground, foi responsável pelo projeto que surgiu poucos anos depois da excelente recepção do conceito Bronco Concept apresentado em 2004. A Ford usaria a plataforma e motores da Ranger no novo utilitário esportivo.

 [divulgação]
[divulgação]
O projeto internamente batizado de U260 recebeu luz verde, mas foi rapidamente cancelado após a aposentadoria da Ranger nos EUA. Vale lembrar que o projeto era tocado pela matriz norte-americana da Ford e que a Ranger continuou a ser vendida depois de 2012 no Brasil, Ásia e partes da Europa e Oceania.

A picape ganhou uma nova geração destinada a esses países e, ironicamente, após três facelifts, voltou aos EUA. No Brasil, a Ranger foi reestilizada mais uma vez, exatamente em 2010, pouco antes de ter sido abandonada pelo mercado norte-americano.

 [divulgação]
[divulgação]
O código-projeto do Bronco dos anos 2000 pode até parecer aleatório, mas representa U de utilitário, 2 de duas portas e 60 para o código da plataforma T6 da Ranger. Ao contrário do Bronco de 2020, o antigo projeto previa somente versões de duas portas do parrudo SUV, já que o Wrangler ainda não tinha versão quatro portas na época que o projeto começou.

As imagens divulgadas pela própria Ford mostram que a fórmula já estava traçada: estilo retrô, carroceria quadrada e detalhes que remetem ao modelo original. Algumas linhas do Bronco dos anos 2000 já parecem datadas hoje e até relativamente ultrapassadas, visto que não havia a mesma tecnologia de hoje em dia, como faróis de LED.

A linha de cintura era mais baixa e menos marcada que no atual modelo, mas nada fugia ao formato original do Bronco dos anos 1960: características fundamentais do design do SUV parrudo foram preservadas ali e também no modelo atual. O ponto em que mais entrega a idade do projeto é o interior por culpa do rádio simples e dos comandos analógicos do ar-condicionado, além do visual verticalizado.

 [divulgação]
[divulgação]

>>Ford Ranger é a líder do segmento em junho

>>Último Ford Fusion é fabricado para dar lugar ao Bronco Sport

>>Ford Bronco já tem 230 mil reservas feitas em duas semanas

Sobre o autor

João Brigato

João Brigato

Comente

Clique aqui para comentar