Destaque Novidades Racing

Stock Car: categoria se rende a manta térmica nos pneus

Tecnologia deixa pneus com temperatura de trabalho (bem) mais próxima do ideal
(Auto+)

Se há um item responsável por garantir o bom desempenho de um Stock Car, são os pneus — que transferem toda a força do carro para o asfalto. E para isso, eles devem estar bem aquecidos, o que leva a adoção da manta térmica — recurso que antes era proibido na principal categoria do automobilismo brasileiro. Na temporada 2018 da Stock Car, agora eles são “itens de série”.

E se você entende um pouco de carro de corrida, sabe que a manta térmica é uma tecnologia bem-vinda. Isso porque quanto mais próximo da temperatura ideal, mais os pneus entregam aderência, durabilidade e desempenho.

Para se ter ideia, antes da manta térmica ser usada na Stock Car, os carros iam para a corrida com pneus praticamente na temperatura ambiente, por volta dos 25ºC e 30ºC, enquanto a temperatura de trabalho do pneu chega a 100ºC, 110ºC. Agora com a tecnologia para pré-aquecer os pneus nos boxes, a temperatura de trabalho fica mais próxima do ideal. Confira todos os detalhes na reportagem abaixo:

Veja mais:

>> Os diferentes perfis de pilotos que correm na Stock Car

>> Stock Car: corrida de duplas

>> Toyota Supra marca retorno com versão de corrida

Sobre o autor

Tiago Mendonça

Tiago Mendonça

Comente

Clique aqui para comentar

Encontre peças e acessórios





Vídeo

Triumph T120 Black: uma clássica Bonneville com pegada agressiva