Destaque Novidades

SUV Peugeot 1008 pode ser solução para Brasil que ficou sem novo 2008

Menor SUV da Peugeot, o 1008, terá o mesmo porte do atual 2008 e será o modelo de entrada da marca francesa em alguns países
Peugeot Quartz Concept [divulgação]
Peugeot Quartz Concept [divulgação]

Assim como o segmento de SUVs médios está se separando em dois patamares diferentes, a categoria de compactos caminha para a mesma separação. Prova disso, é que a PSA desenvolve o inédito SUV Peugeot 1008 para tomar o espaço que a primeira geração do 2008 ocupava. E é esse modelo que tem grandes chances de ser vendido no Brasil.

Atualmente, a categoria de SUVs médio é dividida em modelos com porte de Jeep Compass, ou seja, na casa dos 4,40 m. Estão lá também modelos como Volkswagen Tarek e Peugeot 3008. Já o segundo patamar tem SUVs de cinco ou sete lugares com porte mais avantajado, na casa dos 4,70 m como VW Tiguan, Peugeot 5008 e Chevrolet Equinox.

Essa divisão da categoria em dois também está ocorrendo entre os SUVs compactos. Hoje temos modelos pequenos como Ford EcoSport, Citroën C4 Cactus e Peugeot 2008 na faixa de até 4,20 m. Já modelos como Hyundai Creta, VW T-Cross e Honda HR-V, ficam na faixa acima dos 4,20 m e vão crescer em breve.

Entendida essa divisão, fica claro porque a Peugeot quer investir no primeiro patamar da categoria. O novo Peugeot 2008 europeu tem 4,30 m de comprimento. São 14 cm a mais que a primeira geração, que é atualmente vendida no Brasil. Com essa lacuna aberta, a marca francesa quer voltar a disputar no segmento abaixo de 4,20 m com o inédito 1008.

Peugeot HR1 Concept [divulgação]
Peugeot HR1 Concept [divulgação]
Segundo o site francês Caradisiac, o Peugeot 1008 será o menor SUV da marca e terá comprimento até 4,15 m, ou seja, 5 cm a menos que o atual 2008 brasileiro, mas com melhor aproveitamento interno. Ele será feito sobre a plataforma CMP do novo 208, podendo, inclusive, aproveitar o entre-eixos do hatch compacto 208 que é de 2,53 m.

Esse novo modelo tomará o lugar do subcompacto 108 lá na Europa e poderá substituir o 2008 aqui no Brasil. Como o projeto da segunda geração do 2008 na América Latina foi descartado devido aos altos custos de produção e venda do modelo, o 1008 pode ser a solução, já que o atual SUV compacto da Peugeot vende mal.

O novo modelo usará motores PureTech na Europa, tanto em variantes aspiradas quanto turbo do pequeno 1.2 três cilindros. Por aqui, caso venha, é bastante provável que ele seja servido apenas pelo 1.6 quatro cilindros aspirado do novo 208. É esperada também uma versão 100% elétrica para competir com o Dacia Spring (Renault Kwid) elétrico na Europa.

>>Peugeot 208 2021: entre R$ 74.990 e R$ 94.990, somente automático

>>Iran Khodro: a iraniana que produz Peugeot dos anos 80 até hoje

>>Peugeot não dá conta da demanda pelo novo 2008, descartado para Brasil

Sobre o autor

João Brigato

João Brigato

Comente

Clique aqui para comentar