Destaque Novidades

Tesla Model S e Model X ganham novo visual e volante bizarro

Além das alterações visuais, Model S e Model X estreiam na Tesla a versão Plaid, que promete 0 a 100 km/h em menos de 2,5 segundos
Tesla Model S Plaid [divulgação]
Tesla Model S Plaid [divulgação]

Depois de redefinir o mercado de carros elétricos, os Tesla Model S e Model X finalmente ganham mudanças visuais e mecânicas. A linha 2021 da dupla recebeu retoques visuais leves, novo interior com volante bizarro e a inédita versão Plaid que promete deixar qualquer sedã, SUV ou até esportivo para trás.

Model S e Model X trazem novo para-choque dianteiro mais fechado, com um vinco em C na extremidade. A ideia era aproximar ainda mais os modelos como acontece com Model 3 e Model Y. Na versão Plaid os cromados foram trocados por acabamento preto brilhante, o que inclui as maçanetas.

Tesla Model X Plaid [divulgação]

Tela plana

Mas é na cabine a verdadeira revolução. Inspirados pelo Model 3, os irmãos ganharam central multimídia horizontal gigantesca que mais parece uma televisão. Com 17 polegadas ela é capaz de reproduzir filmes da Netflix ou até servir como tela para videogames conectados via cabo HDMi.

A central também controla o ar-condicionado e diversos sistemas de segurança do carro. Contudo, ao contrário do Model 3, as informações do painel de instrumentos foram mantidas em uma tela separada. Ela fica logo acima do novo volante que tem a parte superior cortada, quase como em um conceito.

A Tesla também eliminou as hastes de comando da seta e dos limpadores, incorporando-as aos comandos sensíveis ao toque no volante. Outro conceito vindo do Model 3 para o Model S e Model X foi a troca das maçanetas por botões escondidos nos puxadores das portas.

Entre comodidades temos carregadores de celular por indução para todos os passageiros, isso inclui bases extras no porta-malas para o Model Y de sete lugares. A Tesla ainda trouxe novo sistema de som com 960 watts de potência e 22 alto-falantes.

Tesla Model X Plaid [divulgação]

Mais autonomia e mais velocidade

Mas o que interessa mesmo é a nova versão Plaid. Tomando o lugar da Performance como variante topo de linha da Tesla, ela entrega 1.020 cv e promete 0 a 100 km/h em 1,99 segundo no Model S e em 2,5 segundos no Model X. A autonomia estimada é de 630 km no sedã e de 550 km no SUV.

Para um segundo momento em 2021, a Tesla terá o Model S Plaid+. Esse será o grande pico de esportividade e potência da marca. Ainda sem divulgar dados específicos, ele promete 0 a 100 km/h em menos de 1,99 segundo, velocidade máxima de 321 km/h e mais de 840 km de autonomia com uma carga completa.

Tesla Model S Plaid [divulgação]
Tesla Model S Plaid [divulgação]
Com esses atributos, o Tesla Model S Plaid+ se tornará o carro elétrico de produção mais rápido e com maior autonomia do mundo – dois recordes ironicamente tão opostos.

>>Impressões: e-tron Sportback é elétrico por acaso e Audi por completo

>>Audi e-tron é o carro elétrico mais vendido do Brasil em 2020

>>Mercedes-Benz EQA entra no segmento de SUVs compactos elétricos

Sobre o autor

João Brigato

Um comentário

Clique aqui para comentar