Curiosidades Destaque Novidades

Top dez: sabe diferenciar os tipos de carroceria?

Listamos as categorias do mundo automotivo e detalhamos suas devidas especificações; confira
tipos de carroceria top dez
Cada categoria tem seu estilo e sua respectiva funcionalidade (divulgação)

Você já se pegou pensando se determinado veículo tratava-se de um SUV ou de um hatch parrudo? Ou mesmo tentou explicar a diferença entre utilitário e crossover? Se sua resposta foi “sim”, fique tranquilo, pois no universo do automóvel existem várias categorias e isso, de fato, dificulta a vida do público leigo. Para auxiliar esse tipo de situação, separamos, aqui, o top dez dos tipos de carroceria.

É isso aí, para não te deixar na mão das próximas vezes que isso acontecer, explicamos, ainda, todas as características básicas de cada uma delas, inclusive, com suas principais diferenças. Confira:

Hatch
São aqueles veículos menorzinhos, com duas ou quatro portas (além da porta traseira, que dá acesso ao porta-malas) sem porta-malas saliente. Conforme o tamanho, tipo de motorização e pacote de recursos opcionais, podem ser classificados como hatch compacto, médio ou premium.

hatch
Chevrolet Cruze Sport6 é o hatch derivado do sedã Cruze (divulgação)

Sedã
São veículos com porta-malas saliente, mas sem a chamada porta traseira – têm apenas uma tampa dando acesso ao porta-malas. Também é chamado de três-volumes: um para o motor, um para o habitáculo do veículo e um para o porta-malas. Além da subdivisão em sedã compacto, médio e premium, costumam ter ainda a versão luxo e até os alongados.

corolla
Toyota Corolla é o sedã mais vendido da categoria (divulgação)

Monovolume ou minivan
Possuem um único conjunto para todos os componentes do veículo: motor, habitáculo e malas. Daí a denominação ‘mono’. São caracterizados também pelo maior aproveitamento interno.

fit
Fit é a aposta da Honda no segmento de monovolumes (divulgação)

Picape
Antigamente chamadas de caminhonete (aliás, alguns ainda os definem dessa maneira), são veículos característicos para transporte misto de passageiros e de cargas. Podem ter dois ou três lugares (nos modelos de cabine simples e estendida) ou até cinco lugares, com cabine dupla. De acordo com o tamanho, podem ser classificadas como picape compacta ou média.

strada
Fiat Strada 2021 tem opções de cabine simples e dupla (divulgação)

Multivan
A versatilidade de utilização é a principal característica da multivan – ou, apenas, van. Esses veículos possuem grande espaço interno e podem ter diferentes configurações conforme a necessidade. Para o transporte de pessoas, incluem bancos traseiros. Já para o transporte de carga, a parte traseira fica sem assentos, sendo exclusiva para o carregamento – daí a denominação furgão.

ducato
Fiat Ducato utilizada no transporte de carga (divulgação)

Station wagon
As famosas peruas, normalmente são derivadas de sedãs e destinam-se, em grande parte, ao transporte de famílias. Contribui para isso a maior capacidade de carga no porta-malas. Têm uma carroceria de teto alto até a parte traseira do veículo, como se fossem um hatch esticado. Uma pena estarem em desuso no Brasil. Salvo alguns modelos importados (e caros) como Audi A4 Avant, por exemplo.

Audi
Audi RS 4 Avant é uma das poucas peruas existentes no mercado brasileiro (divulgação)

Utilitário esportivo
Traduzido do inglês sport utility vehicle, os utilitários esportivos têm características off-road, como maior altura em relação ao solo e, também, pneus de perfil mais alto. Podem ter tração nas quatro rodas, dependendo do modelo. De acordo com o tamanho e a configuração, podem ser classificados como SUV compacto, médio ou esportivo. Aliás, agora, tem até SUV-cupê, como inventou a Volkswagen, com o Nivus.

EcoSport top dez
EcoSport lançou a categoria de SUV compacto na década passada e puxou leva de concorrentes (divulgação)

Crossover
Categoria que possui características de perua, mas uma relação de altura em relação ao solo superior. São veículos para atender um público que gosta de carro grande, com estilo de station wagon, mas que procura um carro mais alto. São muito comuns em alguns países dos Estados Unidos. No Brasil, tem lá seu público, mas nada comparado aos SUVs.

edge top 10
Segmento de crossover tem poucas opções no Brasil, umas delas é o Ford Edge (divulgação)

Coupé (ou cupê)
Veículos com carroceria três volumes, semelhante à de um sedã, mas com apenas duas portas. Carroceria mais comum no padrão de veículos premium, de marcas como Audi, BMW e Mercedes-Benz, por exemplo. Algumas marcas até tentaram popularizar a categoria, mas desistiram, como foi o caso do Koup, que a Kia lançou com base no sedã Cerato, há alguns anos.

BMW Série 4 top dez
BMW é uma das marcas que aposta na categoria de cupês (divulgação)

Conversível
São de fácil identificação quando estão com o teto retraído. Porém, caso estejam com o teto fechado – principalmente quando estes são rígidos, e não de lona -, podem ser confundidos com outras categorias, como coupé. Por conta da (falta de) segurança, uma pena, não emplacam tanto no Brasil. Sem contar os preços elevadíssimos, inclusive, de modelos com mais de 20, 30 anos… Um Mazda Miata, por exemplo (mesmo datado do início dos anos 1990), não sai por menos de R$ 60 mil em bom estado de conservação!

camaro top dez
Conversíveis têm baixas vendas no Brasil por conta da falta de segurança e preços elevados (divulgação)

 

Veja mais:

>> Ford Ranger é preparada pela Carlex Design

>>  Arquivo Auto+: Nash Metropolitan passeia na pista

>> Carros estão cada vez mais seguros, mas implementação de sistemas é lenta

Sobre o autor

Vagner Aquino

Vagner Aquino

Comente

Clique aqui para comentar

Vídeo

Triumph T120 Black: uma clássica Bonneville com pegada agressiva

Encontre peças e acessórios