Destaque Mercado

Toyota Corolla fecha 2020 quase vendendo mais que os rivais juntos

Dominação do Toyota Corolla na categoria de sedãs médios é inegável, tanto que ele quase vendeu mais que todos os rivais somados
Toyota Corolla Altis Premium [Auto+ / João Brigato]
Toyota Corolla Altis Premium [Auto+ / João Brigato]

Não é segredo para ninguém que o Toyota Corolla é o verdadeiro rei do segmento de sedãs médios. Não há rival que chegue perto do nível de vendas do japonês, nem mesmo o Honda Civic que outrora foi líder da categoria. E as vendas de 2020 só provam isso.

Com 41.072 unidades comercializadas no acumulado do ano, o Corolla só não vendeu mais que a soma de todos os seus rivais pois a combinação deles resultou em 41.869 unidades emplacadas em 2020, segundo dados da Fenabrave. O Toyota conquistou 41.072 novas garagens.

Honda Civic [divulgação]
Honda Civic [divulgação]
Há de notar o forte ritmo do Corolla nos últimos meses: mais de 5 mil unidades emplacadas sucessivamente. A distância do Corolla frente aos rivais também é grande, visto que o Honda Civic, segundo colocado no ranking dos sedãs médios mais vendidos do ano, vendeu metade do que conseguiu o Corolla.

Nesse mesmo ritmo, o rival Chevrolet Cruze conseguiu menos da metade do que o Civic emplacou. Ele foi de um patamar de vendas mais alto, para a casa das 400 unidades mensais, sendo constantemente ultrapassado pelo Volkswagen Jetta.

Chevrolet Cruze Premier (divulgação)

Em 2020, o sedã da Chevrolet deixou de ter vida fácil. Até então, o SUV compacto Tracker não o atrapalhava nas vendas. Mas a nova geração chegou com preço mais agressivo, mais versões e visual moderno, o que colocou o Cruze sob ameaça. Globalmente ele não existe mais, sendo produzido somente na Argentina. Será que ele sobrevive a 2021?

Enquanto isso, o ranking de sedãs mais vendidos tem na décima colocação o Citroën C4 Lounge, que foi aposentado às vésperas do ano novo. Com volume de vendas fraco, ele permanece em produção na Argentina, mas não é mais importado para o Brasil.

Caoa Chery Arrizo 6 tem barra cromada que liga as lanternas traseiras (divulgação)

Em compensação, o estreante CAOA Chery Arrizo 6 conseguiu se estabelecer em sétimo lugar com 1.212 unidades vendidas no ano. Ele estreou em meados de 2020 e se posicionou à frente de rivais tradicionais, como Nissan Sentra, e quase tomou do Kia Cerato a sexta colocação.

Sedãs médios mais vendidos de 2020

  1. Toyota Corolla – 41.072 unidades
  2. Honda Civic – 20.447 unidades
  3. Chevrolet Cruze – 8.802 unidades
  4. Volkswagen Jetta – 5.796 unidades
  5. Audi A3 Sedan – 1.866 unidades
  6. Kia Cerato – 1.246 unidades
  7. CAOA Chery Arrizo 6 – 1.212 unidades
  8. Mercedes-Benz Classe A Sedan – 1.120 unidades
  9. Nissan Sentra – 950 unidades
  10. Citroën C4 Lounge – 430 unidades

>>Avaliação: Por que o Toyota Corolla vende tanto?

>>Chevrolet Monza substituirá o Cruze na briga com Corolla e Civic

>>Hyundai traz Veloster Turbo e rival para VW Jetta GLI para o Brasil

Sobre o autor

João Brigato

João Brigato

Comente

Clique aqui para comentar