Destaque Novidades

Toyota e Mazda agora estão quites com lançamento do novo Yaris

Durante dois anos a Toyota pegou emprestado o Mazda 2 e o vendeu como Yaris. Agora a Mazda que faz o contrário
Toyota Yaris
Mazda 2 Hybrid [divulgação]

Nos últimos tempos, a Toyota tem emprestado diversos de seus carros para serem vendidos por outras montadoras. Já há um acordo com a Suzuki para isso na Europa e agora chega a vez da Mazda. Mas, na realidade, dá para dizer que as marcas japonesas finalmente estão quites com a troca de Yaris.

Explico: em 2015 a Toyota lançou nos EUA e no México o Yaris Sedan. Já em 2018, chegou a versão hatch. Contudo, os dois modelos não eram um Yaris de verdade. Na realidade, não passavam de um Mazda 2 com dianteira modificada e troca de logotipos pelos da Toyota. Ambos, no entanto, saíram de linha em 2020.

Pouco mais de um ano depois, ocorreu o caminho inverso com o lançamento do novo Mazda 2 Hybrid na Europa. O modelo, entretanto, não é um Mazda 2 de verdade, mas sim o Toyota Yaris europeu/japonês de nova geração. E para piorar a situação, o Mazda 2 de verdade será vendido ao lado do modelo híbrido.

Mazda 2 Hybrid [divulgação]
Mazda 2 Hybrid [divulgação]
Mas por que a Mazda fez isso? Simples, exatamente com o mesmo motivo pelo qual a Suzuki vende versões rebatizadas e levemente modificadas de RAV4 e Corolla Touring Sports na Europa: emissão de poluentes. Por lá, as marcas tem de cumprir uma média cada vez mais baixa de elementos tóxicos lançados ao meio ambiente.

Esse valor é calculado de acordo com os números médios de poluentes de cada carro na linha. Ou seja, quanto mais elétricos e híbridos, melhor para compensar carros com motores menos generosos com a natureza. Como a Mazda não tem uma versão híbrida do 2, ficou mais fácil pegar um Yaris emprestado da Toyota. Por isso, esteticamente a única diferença entre eles são os logotipos.

Mazda 2 Hybrid [divulgação]
Mazda 2 Hybrid [divulgação]

Yaris híbrido

Por conta disso, o modelo será vendido por lá somente com motor 1.5 três cilindros aspirado de 92 cv ligado a um elétrico de 80 cv. A potência combinada é de 116 cv e é gerenciada por uma transmissão CVT. Como resultado, o Mazda 2 Hybrid (e o Yaris Hybrid) emite de 87 a 93 g/km de CO² na atmosfera.

São precisos 9,7 segundos para chegar aos 100 km/h. Já consumo de combustível é seu grande destaque. São 26,3 km/l na cidade e 25 km/l na estrada. Híbridos, em geral, tendem a ser mais gastões na estrada do que na cidade, ao contrário de carros puramente a combustão.

Mazda 2 Hybrid [divulgação]

>>Corolla Cross ganha versão de 200 cv com motor 2.0 híbrido

>>Yaris: 1 estrela no Latin NCAP, mas pode não ser o brasileiro

>>Toyota ainda vende picape de 1984 como 0km por R$ 334 mil

Sobre o autor

João Brigato

Comente

Clique aqui para comentar