Destaque Novidades

Toyota proíbe revenda de SUV por 1 ano por “ameaça à segurança global”

Se você comprar o novo SUV da Toyota, o Land Cruiser 300, não poderá vende-lo por um ano porque a marca japonesa diz que isso é perigoso
Toyota Land Cruiser 2022 [divulgação]
Toyota Land Cruiser 2022 [divulgação]

Já pensou comprar um carro 0km, aguardar pela entrega do jeito que gostaria, mas algo acontece e você precisa se desfazer dele. Mas, na realidade seu SUV é proibido de ser vendido por um ano? Pois é isso que acontece com o novo Toyota Land Cruiser 300.

A nova geração do parrudo SUV grande da Toyota está à venda somente no Japão por enquanto. Mas quem compra-lo terá que permanecer com ele por, no mínimo, um ano. A informação obtida pela revista japonesa Creative311 mostra que a Toyota adotou essa política porque vender um Land Cruiser é uma “ameaça à segurança global”.

A ideia da Toyota é evitar que pessoas comprem o Land Cruiser simplesmente para revendê-lo com lucro ou para outros países. Isso porque a fila de espera do SUV é grande e a produção limitada. Por isso a compra é limitada a um Land Cruiser por CPF (documento equivalente no Japão).

Toyota Land Cruiser 2022 [divulgação]
Toyota Land Cruiser 2022 [divulgação]
Caso o cliente venda seu Land Cruiser em menos de um ano, fica proibido de comprar outro Toyota. E não somente outro Land Cruiser, mas qualquer modelo da marca japonesa: desde um Corolla até um Yaris ou um GR86. A marca não revela quanto tempo o comprador fica na lista negra, mas certamente o período é longo.

Venda um Toyota, ameace o mundo

A questão da ameaça global pode até parecer absurda, mas tem certo sentido. Segundo o contrato de compra da Toyota, a venda de um Land Cruiser oferece “risco de violação da lei cambial e, dependo do destino, problemas maiores que ameaçam a segurança global”. Especificamente a marca se refere a grupos terroristas.

Toyota Land Cruiser 2022 [divulgação]
Toyota Land Cruiser 2022 [divulgação]
Não é incomum ver milhares de Hilux e Land Cruiser sendo usados por grupos extremistas em partes do Oriente Médio. Os carros são conhecidos por sua inegável robustez e também pela versatilidade, o que atrai esse tipo de público. O medo da Toyota é que o novo Land Cruiser caia nas mãos erradas.

>>Depois de 14 anos, Land Cruiser finalmente ganha nova geração

>>Perto do fim de julho, Argo lidera e Hilux entra para os mais vendidos

>>Corolla Cross é Corolla de verdade, mas tem poréns | Avaliação

Sobre o autor

João Brigato

6 Comentários

Clique aqui para comentar

Vídeo

Triumph T120 Black: uma clássica Bonneville com pegada agressiva