Destaque Moto+ Novidades

Triumph deve lançar moto de até 250 cc em 2023

Parceria com a indiana Bajaj Auto vai render uma moto de baixa cilindrada para a Triumph no ano que vem
Moto da Triumph em testes [reprodução/RideApart]
Moto da Triumph em testes [reprodução/RideApart]

A Triumph e a indiana Bajaj Auto são parceiras desde 2020, mas somente agora os primeiros frutos da união das empresas estão começando a surgir. E ao que tudo indica, a marca britânica vai trazer ao mundo uma moto de até 250 cm³ em 2023, resultando no nascimento do primeiro modelo da parceria.

A indicação de que o lançamento do modelo está próximo é que diversos flagras foram feitos dos protótipos da moto. As imagens divulgadas pelo site Ride Apart mostram que a moto testada ainda não apresenta seu design final, mas tem linhas inspiradas em alguns modelos da Triumph, como a Scrambler.

Por ser uma moto de baixa cilindrada, a moto da Bajaj-Triumph vai ter um motor simples e com apenas um cilindro. O modelo vai ser fabricado na Índia, em uma nova planta que vai ser construída na cidade de Chakan, e que vai aproveitar o conhecimento da Bajaj no mercado indiano para realizar a produção do novo modelo.

Triumph Scrambler [divulgação]
Triumph Scrambler [divulgação]
O objetivo da parceria com esta nova moto é brigar no segmento de baixa cilindrada premium. Até hoje, a Triumph não tem um representante nessa faixa de mercado, enquanto que a maioria das concorrentes brigam seriamente no segmento, como as marcas japonesas e a BMW.

Dessa forma, a união Bajaj-Triumph deve se concentrar em lançar outros modelos com essa proposta, de ter um visual mais refinado e com motor de até 250 cm³. E por mais que a primeira moto da parceria seja esperada para o próximo ano, a expectativa é que a primeira aparição pública seja ainda neste ano, durante o tradicional Salão de Milão, que será realizado em novembro.

Triumph Scrambler [divulgação]
Triumph Scrambler [divulgação]
Além de ser um lançamento importante para os outros mercados, a moto “pequena” da Triumph pode ser um projeto interessante para o Brasil. Afinal, as características do mercado brasileiro se encaixam no perfil da moto, e seria uma boa oportunidade para a marca britânica aumentar suas vendas no país.

>> Moto elétrica da Triumph tem testes concluídos na Europa

>> BMW R 18 tem pré-venda anunciada no Brasil

>> Shineray SHI 175 quer brigar com Bross e Crosser custando menos

Sobre o autor

Leo Alves

Comente

Clique aqui para comentar