Destaque Novidades

Uber quer que todos os carros usados em viagens sejam elétricos

Ideia da Uber é que 100% da frota de modelos usados para transporte pelo aplicativo sejam elétricos até 2040
Uber Green [divulgação]
Uber Green [divulgação]

Responsável por mudar a maneira com a qual as pessoas se movem pelas cidades, a Uber quer mudar novamente o cenário dos aplicativos de transporte. A partir de 2040, todas as viagens feitas pela Uber terão de ser com carros 100% elétricos. A ideia é diminuir a poluição e tornar a empresa uma plataforma de mobilidade zero emissões.

Para que isso se torne realidade, a Uber vai investir US$ 800 milhões (R$ 4,27 bilhões) em incentivos para seus motoristas trocarem os carros a combustão por modelos elétricos. A princípio esse investimento foi anunciado apenas para Europa, EUA e Canadá. No Brasil, a Uber ainda não tomou nenhuma medida de incentivo ecologicamente correto em seus carros.

No exterior, os motoristas com carros híbridos e elétricos se enquadram na categoria Uber Green, com taxa diferenciada do Uber X e do Uber Black. Há incentivos internos na plataforma para esse tipo de utilização, tanto para motorista, quanto para passageiros.

Atualmente a modalidade Uber Green está disponível em 37 cidades na Europa, EUA e Canadá, porém o serviço será expandido para 60 localidades até o fim do ano que vem. Com isso, a Uber quer que ao menos 50% das viagens feitas pela plataforma no mundo sejam feitas com carros elétricos ou híbridos.

Para tornar a vida dos motoristas mais fácil e conveniente, a Uber está firmando parcerias internacionais com diversas empresas. No Reino Unido haverá pontos de carregamento elétrico nos postos BP e redução de 50% na tarifa da rede Polar Plus para os motoristas Uber.

Renault Zoe [divulgação]
Renault Zoe [divulgação]
Na França e em Portugal haverá carregamento grátis em pontos Power Dot e preço reduzido para instalação de wallboxes nas residências dos motoristas. Por fim, a Aliança Renault-Nissan-Mitsubishi oferecerá alguns benefícios na compra ou locação de carros eletrificados das três marcas na Europa.

Os planos ecologicamente corretos da empresa ainda não foram anunciados no Brasil. É possível que essa meta de 100% das viagens feitas com carros elétricos em 2040 não abranja o nosso país. Atualmente não temos a categoria Uber Green em nenhuma cidade tupiniquim, nem mesmo uma forte estrutura para carregamento de carros elétricos.

O Brasil ainda dá os primeiros passos em torno da eletrificação de automóveis. Atualmente os carros elétricos mais baratos por aqui custam o equivalente a um SUV médio em versão intermediária. Além disso, são poucos os modelos fora de marcas de luxo a oferecer alternativas eletrificadas.

>>Ford Mustang Cobra Jet é 100% elétrico e entrega 1.500 cv

>>Hyundai convoca o BTS para criar música da linha de elétricos Ioniq

>>Em 15 dias, GM vende 15 mil elétricos de R$ 23 mil na China

Sobre o autor

João Brigato

João Brigato

Comente

Clique aqui para comentar