Curiosidades Destaque

Cinco versões legais do Volkswagen Fox, que saiu de linha

Depois de 18 anos de trabalho árduo, o Volkswagen Fox se despediu do Brasil deixando saudade e um legado importante para a marca
Volkswagen Fox Pepper [divulgação]
Volkswagen Fox Pepper [divulgação]

Sem dúvidas o Volkswagen Fox é um dos projetos mais importantes da divisão brasileira da marca. Ele lutou bravamente para nascer, mesmo com a matriz não acreditando no projeto a princípio. Era para substituir o Gol, mas o público achou que ele valia mais que o veterano, o que o empurrou lá para cima. Mas agora, 18 anos depois, ele morreu.

Com o Volkswagen Fox fora de linha, celebramos seu legado com cinco versões legais que o hatch compacto altinho teve aqui no Brasil.

CrossFox

É impossível falar do Fox sem citar sua versão mais emblemática: o CrossFox. Nascido em 2005, exatos três anos depois de seu lançamento, ele ditou a regra dos hatches aventureiros. O visual parrudo com suspensão elevada, quebra-mato e estepe na traseira foi usado por suas três reestilizações e se tornou referência entre os modelos que queriam ser SUV.

Contudo, o ponto alto da carreira do CrossFox foi ter se tornado um meme. O modelo era uma das estrelas do clipe da versão nacional da música A Thousand Miles de Vanessa Carlton. Por conta de um trecho da música em que citava o modelo, a cantora ficou conhecida nacionalmente como Stefhany CrossFox.

Extreme

Antes de perder o E e se tronar uma versão aventureira, o Volkswagen Fox Extreme surgiu em 2009 como uma variante mais esportiva do hatch. Ele trazia grade frontal preta, que era uma modificação comum na época, lanternas e faróis escurecidos, rodas de liga-leve diamantadas e interior com temática escurecida.

Volkswagen Fox Extreme [divulgação]
Volkswagen Fox Extreme [divulgação]
O detalhe mais interessante, entretanto, era o adesivo na lateral dos faróis que mais parecia uma maquiagem olho de gato. Coincidentemente a cantora Amy Winehouse estava fazendo sucesso na época e trazia essa marcante linha em seus olhos. Não atoa, ele ficou conhecido como Fox Amy Winehouse.

Bluemotion

Antes de estrear no up!, o motor 1.0 MPI três cilindros aspirado surgiu no Fox Bluemotion. O modelo foi pensado para ser mais econômico que o restante da linha e foi um dos primeiros três cilindros à venda no mercado brasileiro. Lançado em 2016, o Fox Bluemotion tinha apenas Kia Picanto e Hyundai HB20 como rivais com motor com mesma quantidade de cilindros.

Volkswagen Fox Bluemotion [divulgação]
Em relação às demais versões 1.0 quatro cilindros, o Bluemotion tinha preço R$ 750 mais alto na época e algumas diferenças visuais e até mecânicas para baixar o consumo. A grade frontal era mais fechada e aerofólio para melhorar a aerodinâmica, havia pneus de baixa resistência e a direção passava de hidráulica para elétrica. Itens depois padronizados no Fox 1.0.

Prime

Quando a Volkswagen finalmente entendeu que o posicionamento do Fox era acima do Gol e o Polo já não fazia sentido na linha, o hatch altinho ganhou sofisticação. Isso ficou claro na versão Prime, que trouxe itens até então inéditos a ele. A lista de itens de série era recheada com teto solar, bancos em couro e até volante do Passat CC com comandos de som.

Volkswagen Fox Prime [divulgação]
Por fora, ele se diferenciava do restante da prole por conta dos faróis com dupla parábola, friso cromado na porta, rodas de liga-leve de 15 polegadas, saída de escape cromada, lanternas traseiras escurecidas e aerofólio traseiro. Tudo depois foi incorporado na versão Highline quando a Volks padronizou o nome das versões.

Pepper

Quando o Fox foi originalmente lançado em 2003, a Volkswagen apresentou os conceitos Pepper e CrossFox. O segundo vingou rapidamente e se tornou uma versão de linha das mais bem sucedidas do modelo. Já o segundo demorou até 2015 para ser lançado. A Volkswagen antecipou o modelo com um conceito em 2014 no Salão e a ideia pegou.

Volkswagen Fox Pepper [divulgação]
Volkswagen Fox Pepper [divulgação]
O Fox Pepper inaugurou uma linha esportivada da Volks que depois contou com up! TSI e Saveiro. Ele trazia os para-choques e para-lamas do CrossFox, mas com suspensão mais baixa, teto pintado em preto, retrovisores vermelhos e detalhes no mesmo tom chamativo na grade. Por dentro, couro preto, cinza e vermelho tornavam o conjunto exagerado.

>>Volkswagen Fox tem morte decretada oficialmente após 18 anos

>>Taos Comfortline é forte custo-benefício entre SUVs médios | Avaliação

>>Volkswagen Amarok V6 é estradeira com rugas evidentes | Avaliação

Sobre o autor

João Brigato

4 Comentários

Clique aqui para comentar