Destaque Novidades

Volvo C40 é a belíssima versão cupê e 100% elétrica do XC40

Primeiro modelo nascido exclusivamente como elétrico dentro da família Volvo, C40 é um XC40 e um presságio do futuro da marca
Volvo C40 Recharge [divulgação] XC40
Volvo C40 Recharge [divulgação]

O próximo passo rumo a eletrificação da Volvo foi dado: a marca anunciou que só venderá carros elétricos a partir de 2030. E o primeiro representante dessa nova era é o inédito C40, o irmão cupê eletrificado do XC40.

Enquanto a marca sueca promete o lançamento do XC40 Recharge 100% elétrico no Brasil ainda para este ano, o C40 é apresentado para o mercado europeu. O SUV cupê é o primeiro Volvo a ser lançado sem opção de motorização híbrida ou a gasolina/diesel.

Ele conta com o mesmo conjunto mecânico do XC40 Recharge composto por dois motores elétricos. Com 402 cv e 67,3 kgfm de torque ele é substancialmente mais potente e tem mais torque que o recém-lançado Mercedes-Benz EQA. Em relação ao Tesla Model Y Performance, o Volvo C40 Recharge fica devendo 78 cv.

Volvo C40 Recharge [divulgação] XC40
Volvo C40 Recharge [divulgação]
Segundo a marca sueca, seu novo SUV cupê chega aos 100 km/h em 4,7 segundos e tem velocidade máxima limitada a 180 km/h. Pode não parecer muito, mas todos os Volvo são limitados a essa velocidade por questão de segurança.

Já a autonomia é de 420 km, superior à anunciada para o XC40 Recharge que chega a 335 km. Contudo, recentemente a Volvo anunciou que o irmão do C40 Recharge receberá uma atualização de software pela internet e que deverá aumentar substancialmente sua autonomia, chegando próxima à do novato.

Volvo C40 Recharge [divulgação] XC40
Volvo C40 Recharge [divulgação]
O carregamento rápido é feito em apenas 40 minutos de 0 a 80% em uma estação de 150 kW. Já em questão de dimensões, C40 e XC40 só não são idênticos em altura: o SUV cupê é 7 cm mais baixo por conta do formato arredondado e mais esguio do teto.

A dianteira é nova, com faróis mais finos e grade frontal fechada com desenho diferenciado – soluções de design que podem aparecer no XC40 reestilizado. O para-choque esportivo tem entradas de ar maiores, ainda que isso não seja necessário em um carro elétrico.

O ponto de ousadia está na traseira do Volvo C40. Ele tem lanternas que se prolongam pelo vidro traseiro ao mesmo tempo em que se ligam na tampa do porta-malas por um vão. A parte interna da lanterna ainda traz recorte na cor da carroceria. Aerofólio na tampa do porta-malas e um recorte no teto dão estilo esportivo ao SUV.

>>Volvo XC40 é o SUV compacto de luxo definitivo? – Avaliação

>>CAOA, dona da Volvo e mais chinesas interessadas em fábrica da Ford

>>Volvo tem 63% do mercado de híbridos plug-in no Brasil e bate recorde

Sobre o autor

João Brigato

João Brigato

Comente

Clique aqui para comentar