Destaque Moto+

Honda PCX 160 ganha prêmio de menor desvalorização

Uma das scooters mais vendidas do Brasil, a Honda PCX 160 comprovou seu sucesso e foi a campeã do Selo Maior Valor de Revenda
Honda PCX 160 DLX ABS [divulgação]
Honda PCX 160 DLX ABS [divulgação]
Compartilhar

A Honda PCX 160 é uma das scooters mais queridas do mercado. Vendida em três versões, ela conquistou o público brasileiro com sua praticidade e design moderno, além de ter ganhado um motor mais potente há algum tempo. Talvez isso explique o sucesso do modelo na premiação Selo Maior Valor de Revenda, que rendeu ao modelo a melhor posição entre as scooters até 200 cc e entre os modelos em geral.

Segundo a premiação, a PCX 160 é a moto que menos desvaloriza no Brasil, com índice de 3,1%. Dessa forma, ela garantiu o título em sua categoria e também entre todas as motocicletas pesquisadas na premiação. Esta foi a segunda vez que a PCX ganhou a premiação geral, sendo que a primeira havia sido em 2016.

Títulos para a Honda 

No entanto, a premiação deste ano do Selo Maior Valor de Revenda não foi positivo apenas para a PCX. A Honda obteve a vitória em oito categorias diferentes, com praticamente toda a gama da fabricante conquistando algum prêmio. Confira abaixo todas as motos premiadas da marca japonesa:

Honda PCX 160 [divulgação]
Honda PCX 160 [divulgação]
    • Motoneta – Honda Biz (4,3%)
    • Street – Honda CG 160 (6,9%)
    • Trail – Honda NXR 160 Bros (5,6%)
  • Scooter até 200 cc – Honda PCX 160 (3,1%)
  • Scooter acima de 300 cc – Honda Forza 350 (5,2%)
  • Naked até 800 cc – Honda CB 650R (4,7%)
  • Sport até 800 cc – Honda CBR 650R (6,4%)
  • Sport acima de 800 cc – Honda CBR 1000RR-R Fireblade SP (6,8%)

Honda PCX 160 2024

Honda PCX 160 [divulgação]
Honda PCX 160 [divulgação]
Como dito anteriormente, a Honda PCX 160 está disponível em três versões para o Brasil. Ela é movida pelo propulsor de 156,9 cc, que entrega 16 cv e 1,5 kgfm de torque. O câmbio é automático do tipo CVT. 

De série, todos os modelos trazem painel totalmente digital e blackout, chave presencial, entrada USB no porta-luvas e sistema start/stop, que desliga o motor em paradas no semáforo. 

A versão de entrada é a CBS e tem preço sugerido no site de R$ 16.800. Como o nome sugere, essa moto não tem freio ABS, utilizando o sistema combinado e só está disponível na cor cinza metálico. A PCX ABS é a intermediária, já vem com freios anti-travamento e custa R$ 18.480, no site, sendo vendida na cor branco perolizado. A mais cara é a PCX DLX ABS, que oferece a cor azul metálico e detalhes em caramelo. Seu preço sugerido no site é de R$ 18.910.

Gosta da Honda PCX? Deixe nos comentários a sua opinião.

>> Novo sedã elétrico da Volkswagen copia visual do BYD Seal

>> Honda vai substituir Fit e Civic por modelos elétricos

>> Novo Corsa ganha versão esportiva com 156 cv

Sobre o autor

Leo Alves

Comente

Clique aqui para comentar

Vídeo

Triumph T120 Black: uma clássica Bonneville com pegada agressiva

Este site utiliza cookies e tecnologias semelhantes para personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao navegar em nosso serviço você aceita tal monitoramento. Para mais informações leia nossa
Este site utiliza cookies e tecnologias semelhantes para personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao navegar em nosso serviço você aceita tal monitoramento. Para mais informações leia nossa