Destaque Novidades

Audi e-tron GT e RS e-tron GT são apresentados e virão para o Brasil

Com o Audi e-tron GT, o Tesla Model S finalmente tem um concorrente de preço, performance e porte semelhante
Audi e-tron GT [divulgação]
Audi e-tron GT [divulgação]

Ainda que a Porsche tenha dado o primeiro passo dentro do grupo Volkswagen para atacar o Tesla Model S com o Taycan, o verdadeiro rival do elétrico norte-americano acaba de ser lançado: o Audi e-tron GT. E seu passaporte já está carimbado para o Brasil, chegando até o final de 2021.

Construído sobre a mesma plataforma do Taycan, o Audi e-tron GT é mais barato que seu primo e entrega nível de performance um degrau abaixo. Ele será oferecido na versão Quattro com 476 cv e 64,3 kgfm de torque. Já o RS e-tron GT conta com 598 cv e 94,6 kgfm de torque.

Audi e-tron GT [divulgação]
Audi e-tron GT [divulgação]
Apenas para efeito de comparação, o Taycan Turbo S chega a 761 cv e 107,1 kgfm de torque, enquanto o Model S Plaid entrega 1.020 cv, mas não teve seu torque divulgado. Segundo a Audi, o e-tron Quattro chega aos 100 km/h em 3,9 segundos e o RS em 3,3 segundos. A velocidade máxima é de 255 km/h no modelo mais rápido e 10 km/h a menos no de entrada.

Carrega, gira e canta

Um dos atrativos do e-tron GT perante outros carros elétricos é o som do motor. Carros elétricos não produzem barulhos ao rodar, mas a Audi instalou alto-falantes no porta-malas dianteiro e na cabine para que um som digital fosse produzido, mas não tentando emular a sonoridade de um V6 ou um V8.

Audi RS e-tron GT [divulgação]
O modelo ainda conta com rodas traseiras esterçantes. O eixo traseiro rotaciona para o mesmo lado da curva em alta velocidade e para o lado oposto no caso de trechos de baixa velocidade. No RS há suspensão adaptativa como item de série, opcional para o Quattro.

Segundo a Audi, o e-tron GT tem 80% de suas baterias recarregadas em apenas 22 minutos e meio. Em cinco minutos, ele é capaz de recuperar 100 km de autonomia. A marca declara 383 km de capacidade de rodagem com carga completa para a versão Quattro e 373 km para o modelo de entrada.

Audi RS e-tron GT [divulgação]
Audi RS e-tron GT [divulgação]

Porte avantajado

Com 4,99 m de comprimento, 1,96 m de largura e apenas 1,41 m de altura, o e-tron GT tem porte e jeito de carro esportivo. A Audi explorou essa aura com capô bem baixo e reto acompanhado de para-lamas largos e rodas de liga-leve grandes.

A dianteira tipicamente Audi traz uma nova interpretação da grade frontal. Ela é fechada, mas ladeada por plásticos pretos para formar seu típico desenho. No RS e-tron GT, a parte central também é preta.

Audi e-tron GT [divulgação]
Audi e-tron GT [divulgação]
Como no SUV e-tron, as lanternas traseiras de LED são totalmente conectadas e trazem pequenos blocos luminosos como destaque. Tipicamente Audi, a cabine tem linhas horizontais e elementos retos. O volante é novo, assim como a posição inclinada da central multimídia. Os bancos esportivos tem encosto de cabeça integrado.

>>Impressões: e-tron Sportback é elétrico por acaso e Audi por completo

>>Audi A4 2021 vive mundo diferente de Classe C e Série 3: Avaliação

>>Avaliação: Audi Q3 Black é prova que luxo não tem que ser esportivo

Sobre o autor

João Brigato

João Brigato

Comente

Clique aqui para comentar