Avaliação Destaque

GWM Haval H6 HEV só tem um obstáculo pela frente | Impressões

Com estratégia forte no Brasil, GWM tem no Haval H6 HEV um produto muito competitivo que só precisa vencer a chatice do brasileiro
GWM Haval H6 HEV [divulgação]
GWM Haval H6 HEV [divulgação]
Compartilhar

Das outras vezes que andei nos carros da GWM, os modelos haviam deixado uma boa impressão, mas sempre uma dúvida: afinal, quanto custariam? A marca sempre disse que a ideia era bater Toyota e Jeep, mas o Haval H6 é maior que Compass e Corolla Cross. Era esperado que custasse mais. Mas não.

Com uma estratégia agressiva de preços e oferta de equipamentos, a marca trouxe o Haval H6 HEV híbrido regular por R$ 209 mil. Isso faz dele R$ 10 mil mais caro que o Corolla Cross híbrido de entrada e R$ 2 mil mais caro que a versão topo de linha. Já contra o Compass, ele é R$ 2 mil mais caro que o Limited Flex e mais barato que todas as versões diesel.

Dobro do Corolla Cross

Mas carros chineses sempre apresentaram preço mais baixo que os rivais e lista de itens de série generosa. Será que dessa vez teria algum diferencial a mais? E já respondo de antemão: sim. Seu conjunto híbrido combina motor 1.5 quatro cilindros turbo a um motor elétrico na dianteira para entregar 243 cv e 54 kgfm de torque.

GWM Haval H6 HEV [divulgação]
GWM Haval H6 HEV [divulgação]
O Corolla Cross Hybrid com motor 1.8 aspirado combinado a um conjunto elétrico entrega 122 cv. Enquanto o Compass 1.3 turbo fica nos 185 cv. Ou seja, o Haval H6 HEV é mais potente que todos os seus rivais diretos e ainda mais econômico. A GWM promete 12 km/l na cidade e 13,8 km/l na estrada.

Contudo, durante os testes que fizemos com o carro, levando o consumo ao limite da eficiência, ele chegou a marcar 19,2 km/l. Claro que ninguém andará com ar-condicionado desligado e vidros fechados em uma manhã de verão e otimizando ao máximo o consumo, mas já é uma ideia de onde esse carro pode chegar.

GWM Haval H6 HEV [divulgação]
GWM Haval H6 HEV [divulgação]

Entrega linear

O interessante do conjunto do Haval H6 é que ele é bastante suave. Tal qual a versão híbrida plug-in, o conjunto privilegia sempre o uso do motor elétrico em detrimento do combustão. Isso faz com que ele tenha entrega rápida de torque e funcione de maneira bastante linear. Não é possível sentir a transição entre os dois motores, apenas ouvindo o ronco do 1.5 entrando.

O interessante é que ele é um carro forte, fazendo acelerações surpreendentemente ágeis para um modelo híbrido comum. Até porque, chega aos 100 km/h em 7,9 segundos: bem mais rápido que Taos, Compass e Corolla Cross (todos na casa dos 9 segundos altos). A transmissão tem duas marchas apenas para economizar combustível.

GWM Haval H6 HEV [divulgação]
GWM Haval H6 HEV [divulgação]
Para o Brasil, a GWM fez acertos de suspensão e direção exclusivos. Ciente que o brasileiro prefere direção mais direta e pesada, assim como uma suspensão mais firme e estável, eles tiveram de mudar todo o acerto que é feito na China. Afinal, na terra de origem da marca, suspensão de pudim e direção molenga imperam.

Isso fez com que o Haval H6 se tornasse um carro muito na mão e prazeroso ao volante. Ele encara altas velocidades com compostura e sólido como um transatlântico. Nas curvas, sua carroceria corpulenta faz com que ele queira pender para os lados, mas se mantém surpreendentemente firme e comportado.

GWM Haval H6 HEV [divulgação]
GWM Haval H6 HEV [divulgação]

Nova referência

No quesito acabamento, o Jeep Compass sempre foi o rei dos SUVs médios, mas o GWM Haval H6 está pronto para assumir esse posto. Toda parte superior do painel é emborrachada, enquanto as partes intermediárias recebem couro. As portas são bem forradas e macias, menos atrás, onde há plástico duro.

O modelo recebe encaixes muito bem feitos e plásticos, quando estão presentes, são de qualidade. A GWM poderia só ter trocado o revestimento preto piano por outra textura, como no H6 GT. Até porque suja muito fácil e fica recheada de marcas de dedo. O volante também é outro ponto: é grande demais e com aro fino.

Haval H6 [divulgação]
Destaque positivo para a central multimídia de excelente definição, fácil de usar e rápida. Ela foi extensivamente modificada para o Brasil, tendo como referência a VW Play. Traz Android Auto e Apple CarPlay sem fio, além de diversos comandos que facilitam o uso no dia a dia. Como sair do espelhamento fazendo movimento de pinça com a mão.

O painel de instrumentos digital é bom, mas tem gráficos com pixels aparentes e um tamanho um pouco menor do que seria o ideal. É uma alternativa ao do Compass e do Taos, mas sem ser melhor do que eles nesse quesito. Há de pontuar ainda que nenhuma saída de ar consegue direcionar o vento direto ao rosto do motorista.

GWM Haval H6 HEV [divulgação]
GWM Haval H6 HEV [divulgação]

Salão de festa

Apesar de concorrer com Taos, Corolla Cross e Compass, o Haval H6 tem porte de Tiggo 8 e Commander. Isso faz com que ele seja muito espaçoso. Muito mesmo. A fileira de trás tem níveis Nissan Versa de espaço. É possível cruzar as pernas mesmo atrás de um motorista bem alto. Piso plano ainda ajuda o terceiro passageiro a não passar aperto.

Na frente, a gama de ajustes é boa, ainda que o volante pudesse melhorar em mais distância para o ajuste de profundidade. Há comandos elétricos para ajustes dos dois passageiros dianteiros. Destaque ainda para o teto solar panorâmico de série, que ocupa boa parte do teto e deixa o interior arejado.

[Auto+ / João Brigato]
[Auto+ / João Brigato]
Porta-malas carrega 560 litros, sendo um dos maiores da categoria. Ele ainda tem piso rente à abertura do porta-malas, facilitando o uso. A tampa se ergue eletricamente por movimento do pé no para-choque ou ao apertar o botão abaixo da faixa preto brilhante. 

Recheio tecnológico

Para enfrentar rivais muito bem equipados, o GWM Haval H6 HEV vem lotado de itens de série. Alguns merecem destaque, como o park assist capaz de parar em vagas de 45° mesmo sem nenhum carro em volta. Há ainda assistente de manobra reversa, que faz o carro voltar sozinho a um ponto inicial de ré, como os BMW. 

GWM Haval H6 HEV [divulgação]
GWM Haval H6 HEV [divulgação]
Ele traz ainda frenagem autônoma de emergência, faróis full-LED com acendimento automático, câmeras 360°, sensor de estacionamento dianteiro e traseiro, controle de tração e estabilidade, direção elétrica com ajuste de altura e profundidade, chave presencial, carregador de celular por indução e comandos de voz.

Veredicto

Bonito, bem equipado, bom de dirigir, maior que os rivais, acabamento bem feito e preço na medida. São diversos superlativos que o GWM Haval H6 está carregando em seu porta-malas. Mas para fazer sucesso dependerá única e exclusivamente de uma coisa: vencer o preconceito chato do brasileiro com marcas novas, especialmente chinesas.

GWM Haval H6 HEV [divulgação]
Ficou claro que o modelo tem muito potencial para fazer estrago no segmento e ser um dos modelos mais vendidos da categoria. Se a GWM conseguir importar o máximo de unidades quanto possível, pode chegar a incomodar o Toyota Corolla Cross. Derrubar o Jeep Compass? Ai sem produção nacional e sem a fama da Jeep, fica difícil.

>>GWM Haval H6 tem preços revelados no Brasil; veja os valores

>>Desde que foi lançado GWM Haval H6 foi o SUV mais vendido da China

>>GWM Haval H6 despenca em vendas na China e BYD Song Plus o atropela

Sobre o autor

João Brigato

Comente

Clique aqui para comentar

Vídeo

Triumph T120 Black: uma clássica Bonneville com pegada agressiva

Este site utiliza cookies e tecnologias semelhantes para personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao navegar em nosso serviço você aceita tal monitoramento. Para mais informações leia nossa
Este site utiliza cookies e tecnologias semelhantes para personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao navegar em nosso serviço você aceita tal monitoramento. Para mais informações leia nossa