Destaque Mercado

Fim de uma era! Stellantis dá adeus ao motor 1.8 E.torQ

A Stellantis decidiu acabar com a produção do longevo 1.8 E.TorQ, mas junto com o fim dele, a unidade de Campo Largo (PR) fica sem produzir
Jeep Renegade [divulgação]
Jeep Renegade [divulgação]
Compartilhar

A Stellantis decidiu encerrar a produção do motor 1.8 16v E.torQ, que era produzido na unidade de Campo Largo (PR). Fora das regras de emissões do Proconve L7, o motor deixou de ser ofertado em todos os carros ainda em 2021 no Brasil. Produzido apenas para exportação, o conjunto ainda era usado em carros nos países vizinhos, como na Argentina, com Fiat Cronos e Jeep Renegade.

De acordo com a Stellantis, a decisão de encerrar a produção do 1.8 em Campo Largo faz parte do seu plano estratégico de neutralizar emissões até 2038, de acordo com informações dos nossos amigos do Motor1. Segundo o grupo, os 214 funcionários da unidade receberam propostas de transferência para outras fábricas.

“O foco na fabricação de motores mais modernos foi antecipado pela Companhia, que já propôs a transferência de trabalhadores para outras de suas unidades no Brasil, ao mesmo tempo em que auxilia na transição dos que decidirem permanecer junto às demais empresas locais. A partir de hoje, todo apoio individual será fornecido pela empresa.”, disse a Stellantis em nota.

Stellantis / Campo Largo (PR) [divulgação]
Stellantis / Campo Largo (PR) [divulgação]
A Stellantis também não confirmou o destino da fábrica, mas há rumores de que a unidade possa receber investimentos futuros. A fábrica de Campo Largo foi inaugurada em 1999, como uma unidade que nasceu a partir da parceria da BMW com a Chrysler. Os motores produzidos aqui eram exportados e usados em carros em outros países. No Paraná eram feitos motores 1.4 e 1.6 16v a gasolina, da linha Tritec.

Em 2008 passou a ser da Fiat, onde a produção do motor 1.6 continuou e a partir do 1.6 nasceu o 1.8 E.torQ. Aqui, o motor 1.8 foi usado por uma série de carros. Entre eles, os Fiat Doblò, Linea, Idea, Bravo, Weekend, Strada, Argo, Cronos e Toro. Já na Jeep, o motor esteve no Renegade. Nos seus últimos anos de mercado brasileiro, o motor entregava 139 cv e 19,2 kgfm de torque.

1.8 E.torQ [divulgação]
1.8 E.torQ [divulgação]

>>Stellantis confirma que joint-venture da Jeep faliu

>>Fiat Argo 2023 é revelado, mas Stellantis não fala sobre o CVT

>>Stellantis vai mostrar nova RAM Dakota em 2023, mas em segredo

Sobre o autor

Luis Noal

Comente

Clique aqui para comentar

Vídeo

Triumph T120 Black: uma clássica Bonneville com pegada agressiva

Este site utiliza cookies e tecnologias semelhantes para personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao navegar em nosso serviço você aceita tal monitoramento. Para mais informações leia nossa
Este site utiliza cookies e tecnologias semelhantes para personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao navegar em nosso serviço você aceita tal monitoramento. Para mais informações leia nossa