Destaque Moto+

Suzuki Hayabusa deve ganhar novo componente no motor para aumentar o desempenho

Cultuada no mundo das duas rodas, a Suzuki Hayabusa segue sendo uma das motos mais rápidas do mundo, mas marca quer mais
Nova Suzuki Hayabusa [divulgação]
Nova Suzuki Hayabusa [divulgação]
Compartilhar

Documentos de patentes recentemente publicados revelaram que a lendária motocicleta Suzuki Hayabusa poderá receber uma nova tecnologia de sincronização variável de válvulas. Essa atualização tem o potencial de aumentar ainda mais o desempenho da moto e ajudar a cumprir as futuras regulamentações de emissões. 

Em 2018, a Hayabusa foi descontinuada em vários mercados devido à sua incapacidade de atender às regulamentações vigentes na época. No entanto, a motocicleta retornou em 2021 com um motor mais limpo e estilo atualizado. Apesar disso, alguns entusiastas argumentaram que o desempenho brutal foi perdido, apesar dos grandes aprimoramentos internos no motor.

A Suzuki Hayabusa é amplamente reconhecida como uma das maiores motocicletas da história. Lançada em 1999, ela passou por três gerações distintas e teve seu motor ajustado ao longo dos anos, aumentando de 1299 cc para 1340 cc em 2008. No entanto, o chassi básico da moto permaneceu praticamente o mesmo, e o motor atual da Hayabusa possui o mesmo design do modelo de 2008. 

Nova Suzuki Hayabusa [divulgação]
Nova Suzuki Hayabusa [divulgação]

Em 2021, foram feitas atualizações nos componentes internos do propulsor, incluindo pistões mais leves, bielas e molas de válvula atualizadas. No entanto, isso resultou em uma diminuição de 10 cv na potência máxima e 0,5 kgfm no torque máximo.

As patentes mais recentes revelam que a Suzuki está buscando introduzir um sistema de sincronização variável de válvulas na próxima geração da Hayabusa. A intenção é oferecer alta potência, menor consumo de combustível e menos emissões, além de possivelmente proporcionar uma distribuição mais ampla de torque em toda a faixa de rotação do motor. 

Nova Suzuki Hayabusa [divulgação]
Nova Suzuki Hayabusa [divulgação]

As novas patentes incluem a adição do sistema VVT (Variable Valve Timing) à moto existente, sem exigir mudanças drásticas no design ou grandes redesenhos de componentes importantes, como o chassi. Espera-se que o sistema VVT seja implementado na Hayabusa em 2024, fazendo sua estreia no modelo 2025.

O que acha de uma Suzuki Hayabusa ainda mais potente? Deixe nos comentários a sua opinião.

>> Suzuki V-Strom 250SX é lançada no Japão, mas segue como sonho no Brasil

>> Husqvarna Norden 901 Expedition chega ao Brasil para encarar big trail da BMW

>> As 5 caminhonetes automáticas mais baratas do Brasil

Sobre o autor

Leo Alves

Comente

Clique aqui para comentar

Vídeo

Triumph T120 Black: uma clássica Bonneville com pegada agressiva

Este site utiliza cookies e tecnologias semelhantes para personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao navegar em nosso serviço você aceita tal monitoramento. Para mais informações leia nossa
Este site utiliza cookies e tecnologias semelhantes para personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao navegar em nosso serviço você aceita tal monitoramento. Para mais informações leia nossa