Destaque Novidades

Volkswagen Nivus R-Line com 150 cv é lançado…mas não é um Nivus

Versão europeia do Volkswagen Nivus tem outro nome, posicionamento diferente e até motores mais potentes
Volkswagen Nivus R-Line [divulgação]
Volkswagen Taigo R-Line [divulgação]

Quando a Volkswagen do Brasil levou o projeto do Nivus para a matriz para ser aprovado, os europeus amaram a ideia. Tanto que decidiram que o SUV cupê também seria feito na Europa. Mas o que parecia simples, se tornou a maior salada e o Volkswagen Nivus gringo tem posicionamento, motores e até visual diferente do modelo brasileiro.

Tudo começa pelo nome no documento: Volkswagen Taigo, nada de Nivus. A mudança se deu por conta do padrão da marca alemã em chamar todos os seus SUVs com a letra T. Inexplicavelmente não foi seguida a regra aqui para o Nivus, por isso a Volks corrigiu isso na Europa.

Além disso, há uma mudança muito importante de posicionamento no mercado. O Nivus é o SUV mais barato da Volkswagen no Brasil. Já na Europa, ele fica posicionado acima do T-Cross e abaixo do T-Roc (modelo pouco menor que o Taos, mas ainda assim um médio). Ou seja, aqui o Nivus é mais barato que o T-Cross, na Europa ele é mais caro.

Volkswagen Nivus [divulgação]
Volkswagen Taigo [divulgação]

Toques de Taos

Taigo e Nivus tem todas as peças metálicas idênticas, usam a mesma plataforma MQB-A0, mas trazem visual diferenciado em detalhes. A grade do modelo europeu traz filete luminoso idêntico ao do Taos. Já os faróis full-LED tem tecnologia IQ.Light mais sofisticada que os EcoLEDs do Nivus. As aberturas de ar são levemente diferentes nas tramas internas.

Na traseira, o Taigo recebe lanternas com desenho interno totalmente diferente do Nivus. Há uma barra luminosa conectando as duas metades do modelo europeu, algo que não acontece no brasileiro. Já por dentro, muda central multimídia, comandos de ar-condicionado e qualidade de acabamento (nitidamente bem superior ao Nivus).

Volkswagen Nivus [divulgação]
Volkswagen Taigo [divulgação]
Interessante é que a Volkswagen deu ao Taigo a opção de painel na cor da carroceria e parte inferior da cabine em cor contrastante – recurso usado no T-Cross Highline por aqui. O SUV cupê ainda tem luz decorativa na parte inferior dos retrovisores as quais projetam imagens no chão próximo à porta – novamente, um recurso ausente no Brasil.

Nivus R-Line

Mas o que verdadeiramente interessa é o Taigo R-Line, que muito que poderia inspirar um Nivus R-Line ou GTS. Ele conta com para-choques com maior área na cor da carroceria. As entradas de ar mantêm o mesmo tamanho, mas recebem molduras em preto brilhante o que as faz crescer.

Volkswagen Taigo R-Line [divulgação]
Volkswagen Taigo R-Line [divulgação]
Na lateral, há rodas maiores pintadas em preto e saia lateral na cor da carroceria. Retrovisores e rack de teto ganham cor preta. Na traseira, o Taigo esportivo tem saída quadrupla de escape e um refletor gigante. Há opção de teto solar para o SUV cupê – item bastante pedido no Brasil, mas nunca disponibilizado.

Menos e mais que aqui

No Brasil, o Volkswagen Nivus é vendido somente com motor 1.0 TSI três cilindros turbo com 128 cv. Lá na Europa, esse motor conta com opções de 95 cv ou 110 cv – colocando o modelo nacional em vantagem. A contrapartida, é que o Taigo tem opção de câmbio manual, enquanto o Brasil se vira somente com o automático de seis marchas.

Volkswagen Taigo [divulgação]
Volkswagen Taigo [divulgação]
Para os europeus que querem descanso para as pernas, há transmissão de dupla embreagem com seis marchas. Já a versão R-Line usa o 1.5 TSI de 150 cv, uma versão mais moderna e econômica que o 1.4 TSI que é usado em diversos modelos da Volkswagen no Brasil.

>>VW Nivus Comfortline tem custo-benefício sedutor – Avaliação

>>Comparativo: Nivus Highline e Tracker LT são tão iguais e tão diferentes

>>Avaliação: VW Nivus supre os órfãos do Golf que não gostam de SUV?  

Sobre o autor

João Brigato

5 Comentários

Clique aqui para comentar

Vídeo

Triumph T120 Black: uma clássica Bonneville com pegada agressiva