Destaque Novidades

Volkswagen Passat não é mais importado para o Brasil

Produzido no Brasil entre 1974 e 1988, Volkswagen Passat deixa o nosso mercado sem deixar sucessor
Volkswagen Passat
Volkswagen Passat [divulgação]

Alta do dólar e pouca procura colocaram fim à carreira do Volkswagen Passat no Brasil. Emblemático modelo da VW, ele foi produzido por aqui na versão hatch entre 1974 e 1988, sendo substituído pelo Santana (segunda geração com outro nome) e depois importado da Europa a partir da quarta geração nos anos 1990.

Lançado em 2014, o Volkswagen Passat de oitava geração chegou ao Brasil somente no ano seguinte. Ele passou por mudanças visuais na Europa em fevereiro de 2019, as quais nunca chegarão por aqui visto que o sedã saiu de linha. Os modelos que ainda eram vendidos por aqui eram restos de estoque.

A intensa procura dos consumidores por SUVs, a alta do dólar e a pouca divulgação do modelo contribuíram para o seu fatídico fim. A Volkswagen chegou a cogitar importar o Passat GTE híbrido para o Brasil, mostrando o modelo no Salão do Automóvel de São Paulo em 2018, mas os planos não prosseguiram. A título de curiosidade: antes da oitava geração, o Passat era sempre importado nas versões sedã e perua, mas a demanda pelo modelo familiar era mais baixa que a do sedã, o que culminou em seu fim por aqui há cinco anos.

Com preços próximos aos do Jetta GLI e de SUVs compactos de luxo de marcas premium, o Volkswagen Passat se encaixava em um nicho de modelos com vendas bastante reduzidas, antes dominado pelo Ford Fusion (já aposentado) e onde estão hoje Honda Accord e Toyota Camry.

O Volkswagen Passat encontrando em solo brasileiro era vendido somente na versão Highline equipado com motor 2.0 TSI quatro cilindros turbo de 220 cv e 35,7 kgfm de torque aliado a uma transmissão automatizada DSG de dupla embreagem com seis marchas. É um conjunto mecânico semelhante ao usado em Jetta GLI, Golf GTI e Tiguan R-Line.

>>Volkswagen Passat norte-americano ganha facelift

>>Volkswagen Passat ganha leve tapa no visual

>>Volkswagen vai resgatar Kombi, Fusca e Karmann-Ghia como elétricos?

Sobre o autor

João Brigato

João Brigato

Comente

Clique aqui para comentar