Destaque Novidades

VW Polo supera Peugeot 208 como hatch compacto mais caro do Brasil

Se antes os preços do hatch compacto Peugeot 208 assustavam, agora o Volkswagen Polo o supera no topo da gama
Volkswagen Polo [divulgação]
Volkswagen Polo [divulgação]

Ainda que o título de hatch compacto mais caro do Brasil sempre tenha pertencido ao Volkswagen Polo por conta da versão esportiva GTS, o Peugeot 208 o havia superado nas versões regulares. O estreante 208 era mais caro que o Polo em todas as versões equivalentes, pelo menos até esse último aumento de preços da Volkswagen.

Os reajustes do Volkswagen Polo afetaram todas as versões. Começando pela MPI que agora é R$ 1.000 mais cara do que anteriormente cobrado. Por ela, a Volks pede R$ 63.490. Essa variante de entrada e a GTS são as únicas em que o Peugeot 208 não tem um equivalente.

Subindo para a versão MSI, o Polo agora está R$ 1.100 mais caro, independentemente se com câmbio manual (R$ 74.090) ou automático (R$ 74.390). Essa versão concorre diretamente com o Peugeot 208 Like Pack de R$ 73.990 com câmbio manual e com o Active automático de R$ 80.290. Aqui a vantagem do Polo MSI automático é evidente.

Peugeot 208 vs. Volkswagen Polo [Auto + / João Brigato]
Peugeot 208 vs. Volkswagen Polo [Auto + / João Brigato]
Subindo para a versão Comfortline, o Polo agora custa R$ 84.975, representando um aumento de R$ 2.785 em seu preço. Ele briga diretamente com o Peugeot 208 Allure de R$ 91.990. Por fim, a versão Highline custando R$ 97.290 está R$ 1.440 mais cara que antes. Seu rival é o 2087 Griffe de R$ 96.990.

Sem variante equivalente na Peugeot, o Polo GTS de R$ 114.890 segue como o hatch compacto mais caro do Brasil. Ele ficou R$ 1.700 mais caro que na tabela de preços anteriormente cobrada pela Volkswagen.

Peugeot 208 vs. Volkswagen Polo [Auto + / João Brigato]
Peugeot 208 vs. Volkswagen Polo [Auto + / João Brigato]

Quatro motores

Não foram feitas alterações de equipamentos, mecânica ou visual no Polo. O modelo é equipado com motores quatro motores diferentes: a versão de entrada usa o 1.0 MPI três cilindros aspirado de 84 cv e 10,4 kgfm de torque. Aqui a única opção de transmissão é a manual de cinco marchas.

Subindo para a versão MSI, o Polo tem motor 1.6 quatro cilindros aspirado de 117 cv e 16,5 kgfm de torque. Câmbio manual de cinco marchas ou automático de seis são as opções nessa variante. Com motor turbo, as versões Comfortline e Highline usam o 1.0 TSI três cilindros de 128 cv e 20,4 kgfm de torque. Só há opção de câmbio automático.

Por fim, a versão esportiva GTS conta com motor 1.4 TSI de 150 cv e 25,5 kgfm de torque ligado exclusivamente à transmissão automática de seis marchas.

>>Comparativo: Peugeot 208 e VW Polo: tipo Europa ou engana-brasileiro?

>>Peugeot 208 Active Pack tem o essencial, mas falta charme – Avaliação

>>Avaliação: novo 208 é a revolução que a Peugeot prometeu?

Sobre o autor

João Brigato

João Brigato

3 Comentários

Clique aqui para comentar