Destaque Novidades

Depois do novo C3, Citroën pode fazer rival do Jeep Compass

SUV médio rival de Jeep Compass e VW Taos estaria nos planos da Citroën para ganhar mercado no Brasil e na Índia
Citroën C5 Aircross [divulgação]
Citroën C5 Aircross [divulgação]

Agora parte do grupo Stellantis, a Citroën está passando por um intenso processo de reestruturação e mudança de estratégia em alguns países. O Brasil, por exemplo, deixará de seguir a linha europeia para se tornar uma marca de entrada com modelos mais baratos. E o futuro pode até trazer um rival para o Jeep Compass e VW Taos.

Para 2021 está mais do que certo o lançamento do substituto do C3. Ainda sem nome revelado, o modelo será um SUV subcompacto com 4 metros de comprimento, visual parrudo e carroceria quadrada. A ideia é aproveitar o máximo do espaço interno usando o mínimo do espaço externo.

Flagra Citroën C3 2021 [@gessnermotors]
O projeto é tocado pela recém-criada divisão indiana da marca e também pela engenharia brasileira. Vale ressaltar que ele será fabricado em Porto Real, Rio de Janeiro. A plataforma será uma versão simplificada da base usada no Peugeot 208 feito na Argentina.

Ataque SUV

Como parte do plano C-Cubed desenhado para a Índia, a Citroën promete pelo menos um lançamento por ano por lá. Eles já começaram com o C5 Aircross que ilustra esta matéria e devem receber em breve o novo C3. Mas a linha deve se expandir para um novo SUV médio rival do Jeep Compass e do Volkswagen Taos.

Citroën C5 Aircross [divulgação]
Citroën C5 Aircross [divulgação]
Segundo o Indian Autos Blog, a ideia da Citroën é surfar na onda dos SUVs de porte médio que tem se mostrado um grande sucesso por lá. A categoria traz modelos de peso, como o próprio Compass e também o Tata Harrier, que tem vendido muito bem.

O modelo seria menor que o C5 Aicross, o qual briga com SUVs como Honda CR-V e Toyota RAV4. Esse novo utilitário manteria a plataforma CMP, não a EMP2 do C5 Aicross, e se encaixaria entre ele e o C4 Cactus.

Citroën C5 Aircross [divulgação]
Citroën C5 Aircross [divulgação]
Aqui no Brasil a proposta seria interessante, visto que o Peugeot 3008 é um modelo de porte maior, mais caro e sofisticado que o Compass, ficando uma categoria acima. Um SUV médio da Citroën justamente preencheria a lacuna entre Cactus/2008 e o 3008.

>>Flagra: Citroën C3 2021 seguirá fórmula do Renault Kwid

>>Citroën registra exótico SUV sedã no Brasil

>>Peugeot 208 Active Pack tem o essencial, mas falta charme – Avaliação

Sobre o autor

João Brigato

João Brigato

Comente

Clique aqui para comentar