Destaque Novidades

Fiat 500 elétrico chega por R$ 234.990, mas disponível só em 9 cidades

Agora totalmente elétrico, Fiat 500 retorna ao Brasil com uma boa dose de exclusividade e preço nas alturas
Fiat 500 elétrico [divulgação]
Fiat 500 elétrico [divulgação]

O simpaticíssimo e charmoso Fiat 500 voltou ao Brasil. Mas agora a marca italiana oferecerá o modelo somente em sua nova geração 100% elétrica. É o primeiro modelo movido a baterias oferecido pela Stellantis no país, que ainda terá ofensiva da Peugeot com o 208 e-GT e de versões híbridas dos SUVs da Jeep.

Totalmente renovado, maior e mais tecnológico, o Fiat 500 elétrico chega ao Brasil em versão única, a Icon, por R$ 239.990. Entretanto, ele será vendido somente em nove cidades do Brasil: Porto Alegre (RS), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Campinas (SP), São Paulo (SP) com duas lojas, Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF) e Recife (PE).

Esse movimento se da por conta da necessidade de treinamento e ferramental especial para fazer a manutenção de carros elétricos. Diversas outras montadoras também adotam essa polícia quando estão iniciando a venda de modelos movidos a bateria por aqui. Recentemente a Nissan expandiu a rede de revendas habilitadas a comercializar o Leaf, por exemplo.

Fiat 500 elétrico [divulgação]
Fiat 500 elétrico [divulgação]

Ligado no 220V

Enquanto o modelo antigo era vendido com duas opções de motor 1.4 no Brasil, a nova geração é toda elétrica. São 118 cv e 22,4 kgfm de torque providos por seu propulsor que não emite poluentes. Segundo a Fiat, ele tem autonomia declarada de 320 km, mas em testes internos chegou a rodar 460 km com uma carga.

As baterias podem ser carregadas em tomada doméstica 110V ou 220V em 14 horas. Em um Wallbox, a carga de 0% a 100% chega em quatro horas. Estações de 85kW recuperam 50 km de autonomia em apenas 5 minutos e podem encher 80% da carga em pouco mais de meia hora.

Fiat 500 elétrico [divulgação]
Fiat 500 elétrico [divulgação]
O Fiat 500 2022 traz três tipos de modos de condução. Em Range ele ativa o modo regenerativo com mais força, sendo possível dirigi-lo com apenas o pedal do acelerador. Em Sherpa ele desativa o ar-condicionado, limita a velocidade a 80 km/h e desliga sistemas de aquecimento para chegar no destino colocado no GPS.

Já em Normal ele entrega toda potencia normalmente e não faz questão de economizar energia. A função creeping (leve aceleração após tira o pé do freio) é ativada nesse modo de condução somente.

Fiat 500 elétrico [divulgação]
Fiat 500 elétrico [divulgação]

Retro-chic

Visualmente, o novo Fiat 500 mantém a essência do modelo clássico, mas adiciona alguns toques de modernidade. Os faróis, por exemplo, são full-LED e divididos em três partes. O interessante é que mantiveram o formato redondo, sendo a parte superior, uma pequena pestana no capô.

As maçanetas foram camufladas em um buraco na carroceria bem na linha de cintura. Atrás, o nome Fiat fica estampado na parte superior da tampa do porta-malas e não há mais barras cromadas. A tampa do porta-malas está mais larga e as lanternas tem iluminação de LED.

Fiat 500 elétrico [divulgação]
Fiat 500 elétrico [divulgação]
Ele será oferecido somente em quatro cores: Bianco Ghiaccio (branco), Grigio Minerale (cinza), Nero Onice (preto) e Verde Oceano. Os tons externos acompanham a faixa metálica na cabine, que agora tem estilo ainda mais retrô. Volante com base achatada e de dois aros contrasta bem com a modernidade do painel de instrumentos digital.

>>Argentina tem Fiat Cronos, Peugeot 208 e VW Gol entre mais vendidos

>>Fiat Pulse terá interior com peças de Toro, Argo e até Jeep Compass

>>Fiat, Peugeot e Mercedes apostam em crise automotiva até 2022

Sobre o autor

João Brigato

Comente

Clique aqui para comentar