Destaque Novidades

Fiat Pulse 1.3 é menos potente e mais gastão que o Argo 1.3

Redução de potência no motor 1.3 Firefly do Pulse será padrão nos Fiat Argo e Cronos por conta da nova legislação
Fiat Pulse 1.3 Drive [divulgação]
Fiat Pulse 1.3 Drive [divulgação]

Verdadeiramente o Fiat Pulse é um carro todo novo em termos de mecânica. Além de estrear o motor 1.0 GSE Turbo flex, o SUV compacto também trouxe uma nova aplicação do motor 1.3 Firefly. Menos potente, mas agora de acordo com a nova legislação, o Fiat Pulse 1.3 nasce menos potente que o Argo 1.3 e que a Strada.

Atualmente o motor 1.3 Firefly usado pelo Argo (versões S-Design e Trekking), Strada (Freedom e Endurance) e no Cronos (Drive e S-Design) entrega 109 cv com etanol e 101 cv com gasolina. No estreante Fiat Pulse 1.3, oferecido somente na versão Drive, o motor passou a entregar 107 cv com etanol e 98 cv com gasolina.

A entrega de potência máxima é feita nos mesmos 6.250 rpm. Já o torque caiu de 14,2 kgfm para 13,7 kgfm com etanol a 4 mil rpm. Já com gasolina, o motor 1.3 do Pulse entrega 13,2 kgfm, enquanto o do Argo, Cronos e Strada vai a 13,7 kgfm.

Fiat Pulse 1.3 Drive [divulgação]
O pico de torque ficou em 3.500 rpm para ambos os combustíveis no SUV compacto. Já antes, era feito a 4.000 rpm com etanol e 4.250 rpm com gasolina na aplicação feita nos outros modelos da marca. Isso resultou também em algumas mudanças quanto a consumo e desempenho.

Fiat Argo Trekking [divulgação]
Fiat Argo Trekking [divulgação]

E como ficou o consumo do Pulse 1.3?

Tomando como base o Argo Trekking, que também tem suspensão elevada e o Fiat Pulse 1.3 manual, o estreante ficou mais gastão. Ele faz 9,1 km/l na cidade com etanol contra 9,2 km/l do Argo. Na estrada são 10,1 km/l contra 10,2 km/l. Já abastecidos com gasolina, Argo e Pulse fazem, respectivamente 12,6 km/l e 12,9 km/l na cidade ou 14,7 km/l e 14,3 km/l na estrada.

Fiat Argo Trekking [divulgação]
Fiat Argo Trekking [divulgação]
A única vantagem de consumo para o SUV compacto ficou por conta do consumo na estrada com gasolina. Isso se deu por conta do alongamento da quarta e quinta marcha, enquanto a primeira a terceira foram encurtadas no Fiat Pulse em comparação ao Argo. Já na prova dos 0 a 100 km/h, o Argo Trekking cumpre em 10,8 segundos contra 11,7 segundos do Pulse.

Vale ressaltar que essas mudanças mecânicas no motor 1.3 Firefly foram necessárias para adequar o Pulse às novas regras do Proconve7. Ou seja, Argo, Cronos, Strada e os demais modelos da Stellantis que utilizarão esse motor futuramente terão de adotar o novo acerto de potência.

Fiat Argo Trekking [divulgação]
Fiat Argo Trekking [divulgação]
Além disso, só esse acerto está calibrado para recebe a transmissão CVT, já presente no Pulse. A Strada já foi flagrada com esse câmbio e é mais do que natural que Cronos e Argo também o recebam em breve – possivelmente com uma reestilização. Até mesmo o Peugeot 208 pode adotar o motor 1.3 Firefly com câmbio CVT em breve.

>>Fiat Pulse traz o que o Argo tem de melhor e além | Impressões

>>Fiat Pulse Impetus vs. VW Nivus Highline: quem entrega mais por menos?

>>Fiat Pulse: preços, versões, motores e tudo que você precisa saber

Sobre o autor

João Brigato

Comente

Clique aqui para comentar