Destaque Novidades

Kia Rio sai de linha no Brasil após vendas decepcionantes

Primo do Hyundai HB20 e com o nome mais brasileiro de todos, Kia Rio tinha potencial para fazer sucesso, mas não conseguiu
Kia Rio [divulgação]
Kia Rio [divulgação]

A trajetória do Kia Rio no Brasil foi curta e já chegou ao fim. Lançado em janeiro de 2020, ele estava prestes a completar dois anos de mercado, mas a montadora sul-coreana decidiu encerrar as vendas do primo do Hyundai HB20. Além disso, a alta demanda do Rio no México e a crise dos semicondutores freou suas importações para o Brasil.

Em comunicado enviado ao Motor1, a Kia disse que “foi suspensa a importação temporariamente [do Kia Rio] pois o câmbio não está permitindo a comercialização”. Apesar de ser importado do México, a alta do dólar impediu que o modelo se tornasse verdadeiramente competitivo no mercado.

Ironicamente, ele começou sua trajetória por aqui em duas versões com preços começando em R$ 69.990. Na época, parecia mais alto que a média da categoria, especialmente por não trazer motor turbo. Tanto que, em janeiro de 2019, quando ele estreou, esse era o preço das versões PCD de SUVs compactos.

Kia Rio [divulgação]
Kia Rio [divulgação]

Chegou caro, saiu barato

O mercado se reajustou e, antes de sair de linha, o Kia Rio custava R$ 81.990 na versão mais completa.  No entanto, ele era mais equipado que os rivais diretos com preços acima dos R$ 100 mil. Ou seja, nasceu caro, mas morreu barato. Isso, no entanto, não impediu de que o Kia Rio fosse fraco nas vendas.

Segundo dados da Fenabrave, o Rio vendeu apenas 539 unidades entre o seu lançamento e outubro de 2021. Dessas, 169 foram comercializadas neste ano. Esse número representa menos emplacamentos que o Mini Cooper teve ao longo de 2021 apenas. Em outubro foram vendidos zero unidades do hatch da Kia no Brasil contra apenas 2 em setembro.

Kia Rio (divulgação)

O Kia Rio se despede com uma generosa lista de itens de série que incluía central multimídia de 8 polegadas com Android Auto e Apple CarPlay, faróis full-LED, rodas de liga-leve de 17 polegadas, ar-condicionado digital, chave presencial e câmera de ré. O motor 1.6 de 130 cv e 16 kgfm de torque era o mesmo do Hyundai HB20.

>>Kia confirma Sportage Hybrid, primo do Creta e eletrificados para o Brasil

>>Ford quase usou nomes de Honda, Kia e Hyundai e até Fanta em um sedã

>>Kia Stonic no Brasil encarará Fiat Pulse com preço de Jeep Renegade

Sobre o autor

João Brigato

Comente

Clique aqui para comentar