Destaque Novidades

Reestilização e versão híbrida

Kicks é atualizado pela Nissan e deve chegar ao Brasil em 2021
Nissan Kicks 2021 (divulgação)

Quando chegou ao Brasil, na época das Olimpíadas, o Kicks foi sucesso imediato de público e crítica. Mas, a idade passa para todo mundo e, quatro anos depois, era hora de dar aquela pincelada geral no SUV. E foi o que a Nissan fez. A apresentação do resultado final foi hoje, na Tailândia.

Basicamente, o modelo 2021 ganhou novos faróis, grade, para-choque (agora, afinados), entre outros retoques, como as rodas de 17”. Na parte de trás, o acabamento difere da versão anterior, mas as lanternas se mantém inalteradas – salvo a iluminação em LED.

Da porta para dentro não há grandes novidades, também. Apenas detalhes simples, como reprogramação da tela central (de 8”) e novas funções no computador de bordo.

Hybrid
Mas a principal novidade aqui é a configuração híbrida e-Power. Nela – que tem nova alavanca de câmbio – há um motor elétrico de 129 cv e 26,5 kgfm que usa a energia do conjunto de baterias de 1,5 kWh. Estas, por sua vez, são carregadas pelo motor 1.2 de três cilindros e 79 cv. Sim, atua apenas como gerador. Especulações apontam que, nesta configuração, o utilitário faça 23,4 km/l. Nas demais versões, deve continuar em cena o mesmo 1.6 usado hoje.

Com mais itens na lista de série, como alerta de colisão frontal com frenagem automática e monitor de ponto cego, o lançamento do modelo no Brasil deve acontecer no ano que vem. O híbrido, fica para 2022.

Na internet
Por falar no Kicks, de acordo com levantamento da Digicarro – solução digital que permite ao usuário cotar, comparar preços e negociar carros zero-quilômetro com concessionárias autorizadas – o modelo é o primeiro colocado na preferência dos usuários em negociações online. Na sequência, vêm Chevrolet Onix e Nissan Versa.

Veja mais:

>> Novo Nissan Kicks é flagrado na Tailândia

>> Nissan Kicks recebe 4 estrelas no Latin NCap

>> A manutenção dos carros híbridos na quarentena

Sobre o autor

Avatar

Redação

Comente

Clique aqui para comentar