Destaque Novidades

Volvo passa a oferecer blindagem de SUVs

Serviço vai de R$ 75 mil a R$ 78.750 dependendo do modelo
Blindagem (Auto+)

Com os altos índices de violência no Brasil, a blindagem leve (III-A) de automóveis se tornou algo comum por aqui. De acordo com associados da ABRABLIN (Associação Brasileira de Blindagem), o país realiza cerca de 20 mil procedimentos por ano. Pegando carona nessa demanda a Volvo decidiu reforçar sua premissa de segurança acaba de firmar parceria com a Carbon, oferecendo, globalmente, o serviço de blindagem de fábrica para sua linha de SUVs.

É isso aí, a partir de agora, quem comprar XC40, XC60 e/ou XC90 pode solicitar na concessionária a blindagem sem ter medo de perder a garantia do veículo. Para isso, é necessário desembolsar, respectivamente, R$ 75 mil, R$ 77.750 e R$ 78.750. A blindagem do teto de vidro e da tampa do porta-malas é opcional – os executivos não informaram o preço do serviço ao Auto+.

Onde tudo começou

A ideia da parceria começou há mais de um ano, quando os profissionais de ambas as empresas se reuniram para acertar os detalhes do processo de blindagem dos modelos Volvo. Com regras extremamente rígidas, a marca sueca exigiu qualidade de padrão internacional, uma vez que o serviço atende veículos de todo o mundo. Por exemplo, se o carro foi comprado na Alemanha, ele vem para cá, passa pelo procedimento de blindagem leve (III-A) e, depois, é novamente enviado ao país. A blindagem pesada (VPAM BR 2009) será feita na Alemanha.

A Carbon, que já blindou mais de 3.500 veículos desde 2015 e, após a parceria com a Volvo, projeta realizar cerca de 500 serviços por mês.

Com capacidade da para blindar 9.000 veículos por ano, fábrica – localizada em Barueri (SP) – demora 30 dias para realizar o serviço, composto por etapas como aplicação de mantas de aramida, emprego de aço balístico, proteção entre as portas contra disparos a 45 graus, reforços nos mecanismos de levantamento de vidro e da tampa do porta-malas, que, naturalmente, ficam mais pesados com a blindagem. Aliás, para dados, cada veículo blindado ‘engorda’ entre 200 e 300 quilos. Com o procedimento realizado pela Carbon para os carros da Volvo, esse peso cresce em mais 70 quilos.

Apenas XC60 e XC90 serão destinados à exportação, “pois não há mercado para blindagem do XC40 fora do país”, esclarece diz João Oliveira, diretor operacional da Volvo do Brasil. De acordo com ele, a primeira unidade já foi comprada por um cliente alemão.

Veja mais: 

>> Volvo XC40 T5 híbrido de 262 cv é lançado no Brasil

>> Volvo tem a menor desvalorização do mercado

>> Volvo V60: perua sobrevivente

 

Sobre o autor

Vagner Aquino

Vagner Aquino

Comente

Clique aqui para comentar