Curiosidades Destaque Novidades Pista

Autódromo de Interlagos comemora 80 anos

Pista recebeu sua primeira competição em 12 de maio de 1940
Test-drive VW Jetta GLI no Autódromo de Interlagos (Auto+)

Há exatamente 80 anos, em 12 de maio de 1940, era inaugurado o Autódromo de Interlagos. Ou melhor, José Carlos Pace – talvez você não se lembre, mas este é seu nome de batismo. Pois é, foi ali que as competições de pista passaram a ser realizadas. Até então, as provas eram realizadas nas ruas do Jardim América, Zona Sul da capital paulista.

Relembrando um pouco a história, essa pista de curvas sinuosas, a princípio, seria uma cidade-satélite onde, além de um autódromo, abrigaria residências, conjuntos comerciais, hotel, igreja e outros estabelecimentos.

Mas esse projeto da década de 1920, feito pelo engenheiro britânico Louis Romero Sanson e com participação do urbanista francês Alfred Agache (que deu o nome Interlagos, justamente, porque a região fica entre as represas Guarapiranga e Billings) resultou em um dos mais importantes autódromos do mundo.

Originalmente a pista tinha 7.960 metros de extensão, tamanho que diminuiu para 7.873 metros no ano de 1979, quando foram feitas reformas para voltar a receber a Fórmula 1. No final da década de 1980, o traçado passou a ter 4.325 metros para ficar de acordo com as normas da organização da categoria, a FIA (Federação Internacional de Automobilismo). Por fim, em 2000, ficou com 4.309 metros.

Hoje, o Autódromo é palco de competições de porte nacional e internacional, entre elas, a Fórmula Vee, Stock Car e, claro, a Fórmula 1. Além disso, recebe provas de motovelocidade, como a Super Bike, e de pesos-pesados como os caminhões da Fórmula Truck. Motociclismo, outros esportes a motor e eventos diversos também estão na lista.

Nos demais espaços do complexo, festivais de música, como o Lollapalooza, por exemplo, e outros eventos completam o calendário do local, que tem agenda cheia o ano todo.

O local tem ainda uma pista auxiliar – que fazia parte do antigo traçado -, onde são ministrados treinos de escolas de pilotagem, provas de arrancadas e testes, e, também, o Kartódromo Ayrton Senna, considerado o berço do automobilismo.

Você sabia?
Na construção da pista – que foi inspirada nos traçados de Indianápolis, nos Estados Unidos, Brooklands, na Inglaterra, e Monthony, na França – foram usados 7.200 m³ de pedra, 435 toneladas de asfalto, 135 quilômetros de arame farpado, 800 metros de tubo de concreto para drenagem e 470 m³ de madeira para tribunas e arquibancadas. No total, 500 mil m³ de terra foram removidos.

A primeira prova disputada em Interlagos, essa de 12 de maio de 1940, tratava-se de uma preliminar entre motocicletas, que teve largada às 13 horas, com 12 voltas na pista completa, em um total de 96 quilômetros. O Grande Prêmio São Paulo (com automóveis de corrida) largou às 14h30 para as 25 voltas da pista completa, totalizando 200 quilômetros de percurso. O evento reuniu 15 mil pessoas.

O autódromo se tornou sede do GP do Brasil de Fórmula 1 a partir de 1972. Em 1978 a prova foi transferida para o autódromo de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, mas voltou para São Paulo em 1979. Porém, em 1980 a corrida retornou para Jacarepaguá e foi sediada por lá até 1989.

– E foi no final deste ano (1989) que, por falta de verba, a prefeitura do Rio de Janeiro não pode manter o evento na cidade e, na sequência, a capital de São Paulo trouxe o GP do Brasil de volta.

A reinauguração, por fim, aconteceu no dia 23 de março de 1990 – corrida vencida pelo francês Alain Prost, com o austríaco Gerhard Berger em segundo lugar e o brasileiro Ayrton Senna em terceiro.

– Ficou curioso para saber quais pilotos brasileiros já marcaram vitórias no Autódromo de Interlagos? Então, lá vai! Emerson Fittipaldi (1973 e 1974), José Carlos Pace (1975), Ayrton Senna (1991 e 1993) e Felipe Massa, nos anos de 2006 e 2008.

– Porém, quem mais venceu no Autódromo paulista foi o piloto Michael Schumacher, com vitórias em 1994, 1995, 2000 e 2002. O local já sediou 38 GPS de Fórmula 1.

– Hoje, o circuito autódromo tem 11 curvas e a largura da pista varia entre 12 e 15 metros. Lá, existe um desnível com 43 metros entre o ponto mais alto, na curva ‘S do Senna’, e o mais baixo, na ‘Curva do Lago’.

E o Auto+ vem acelerando forte nessa pista desde 2007. De lá para cá, já promovemos mais de 30 corridas entre Itaipava GT Brasil, Top Series e Império Endurance Brasil, entre outras provas. Além disso, promovemos e participamos, por três vezes, da corrida mais emblemática de Interlagos: os 500 km de Interlagos. Sem contar os mais de 150 testes realizados com as mais diversas máquinas para o programa Auto+.

Veja mais:

>> Marcha a Marcha coloca XC60 R-Design à prova em Interlagos

>> Porsche 718 Boxster GTS: veja qual tempo o roadster cravou em Interlagos

>> Mercedes-AMG CLA 45: sedã-cupê faz belo tempo em Interlagos

Sobre o autor

Vagner Aquino

Vagner Aquino

Comente

Clique aqui para comentar

Encontre peças e acessórios





Vídeo

Triumph T120 Black: uma clássica Bonneville com pegada agressiva