Destaque Mercado Novidades

Civic, up! e Yaris estão entre carros que menos desvalorizam no Brasil

Estudo feito pela KBB mostra quais são os carros que menos desvalorizam em cada categoria
Volkswagen up!
Volkswagen up! [divulgação]

Uma das grandes preocupações de diversos brasileiro na hora de comprar um carro novo é a desvalorização que o modelo sofrerá na hora da venda. Considerando isso, a KBB (Kelley Blue Book Brasil) fez um levantamento dos carros que menos desvalorizam no Brasil depois de um ano de uso.

Ao todo foram analisados 122 modelos de todas as marcas vendidas no Brasil. Os carros foram classificados por categorias, elegendo o modelo menos desvalorizado para cada uma delas. É fato de que o primeiro ano de uso de um automóvel é justamente o momento em que ele mais perde valor. Considerando isso, o levantamento da KBB levou em conta a desvalorização do carro no período de 12 meses, como se fosse comprado em concessionária em janeiro de 2019 e vendido em janeiro de 2020.

Subcompacto: Volkswagen up!

Menor modelo da Volkswagen no Brasil, mas não o mais barato, o Volkswagen up! é o subcompacto que menos perde valor dentro de um ano. A depreciação é de 36%, menor do que a sofrida por Fiat Mobi e Renault Kwid, seus únicos concorrentes.

Hatch compacto de acesso: Volkswagen Fox

Apostando forte no custo-benefício, hoje o Fox é um dos modelos que cobra menos para entregar equipamentos entre os modelos compactos no Brasil. E para quem procura economizar dinheiro, o Fox também é uma boa na hora da revenda, visto que com desvalorização de 28% é um dos que menos perde valor depois de um ano.

Volkswagen Fox
Volkswagen Fox [divulgação]
Hatch compacto de referência: Toyota Yaris

Apesar de não ser um dos modelos mais vendidos na categoria, o Toyota Yaris é o hatch compacto que menos desvaloriza entre todas as categorias. A depreciação de 26% em média revela que o Yaris é bom de loja.

Toyota Yaris
Toyota Yaris [divulgação]
Hatch Premium: Mercedes-Benz Classe A

Apesar da cifra premium, o Mercedes-Benz Classe A tem desvalorização parelha à do Volkswagen up!, que está na outra ponta do segmento de hatches. São 36% de depreciação no primeiro ano de uso no único Mercedes a figurar na lista.

Mercedes-Benz Classe A
Mercedes-Benz Classe A [divulgação]
Sedã compacto de acesso: Volkswagen Voyage

Um dos menores sedãs compactos do mercado brasileiro também é um dos com a menor desvalorização do país. Com depreciação de 37%, o Voyage perde mais valor que o up! e que o Fox, sendo o modelo da VW com maior depreciação em um ano.

Volkswagen Voyage
Volkswagen Voyage [divulgação]
Sedã compacto de referência: Toyota Yaris Sedã

Tal qual seu irmão hatch, o Toyota Yaris Sedã figura como o modelo menos desvalorizado de sua categoria. Após um ano de uso ele perde 29% do valor de mercado. Entre os modelos da Toyota na lista ele é o segundo a desvalorizar menos.

Toyota Yaris Sedã
Toyota Yaris Sedã [divulgação]
Sedã médio: Honda Civic

Apesar de ser o segundo sedã médio mais vendido do Brasil, o Honda Civic é o campeão na hora da revenda, perdendo menos valor em um ano quando comparado ao seu arquirrival Toyota Corolla. São 24% de perda quando o Civic se torna um usado. Dos carros que menos desvalorizam no Brasil, o Civic é o campeão.

Honda Civic
Honda Civic [divulgação]
Sedã premium: Jaguar XE

Com 38% de depreciação após um ano de uso, o Jaguar XE é o sedã de luxo com menor perda de valor. Apesar de vender consideravelmente menos que BMW Série 3 e Mercedes-Benz Classe C, os reis do segmento, o sedã inglês tem depreciação de 38%, a menor da categoria.

Jaguar XE
Jaguar XE [divulgação]
Monovolume: Honda Fit

Com o mercado de peruas e monovolumes cada vez menor, coube ao Honda Fit angariar o título de modelo menos desvalorizado da categoria. A depreciação de 33% em um ano é maior do que do seu irmão Civic, mas ainda assim mais baixa que da sua rival Chevrolet Spin.

Honda Fit
Honda Fit [divulgação]
SUV compacto: Honda WR-V

Repetindo o feito do Fit o qual ele deriva, o Honda WR-V foi o SUV compacto com menor desvalorização em um ano segundo o levantamento da KBB. Quem compra um WR-V tem 26% de depreciação no período, uma perda menor do que a sofrida pelo Fit.

Honda WR-V
Honda WR-V [divulgação]
SUV compacto premium: Jaguar E-Pace

Irmão de plataforma do Jaguar XE, o SUV compacto de luxo E-Pace também manda bem no quesito desvalorização baixa. Com depreciação de 27%, ele figura entre os modelos que menos perdem valor depois de um ano.

Jaguar E-Pace
Jaguar E-Pace [divulgação]
SUV médio: Chevrolet Equinox

Um dos maiores SUVs médios da categoria contrasta seu porte generoso com a menor desvalorização da categoria após um ano de uso. O Chevrolet Equinox perde 28% de seu valor e é o único modelo da General Motors a figurar nessa lista.

Chevrolet Equinox
Chevrolet Equinox [divulgação]
SUV médio premium: Land Rover Discovery Sport

Apesar de carregar mais passageiros que a média da categoria (sete contra cinco de seus rivais), o Discovery Sport carrega menos no bolso do comprador na hora da revenda. A desvalorização de 28% é equiparada à do Equinox, modelo bem mais barato.

Land Rover Discovery Sport
Land Rover Discovery Sport [divulgação]
SUV grande: Ford Edge

Vendido somente na versão esportiva ST, o Ford Edge perde 31% de seu valor de mercado após um ano. Entre os SUVs grandes, premium ou não, ele é o que consegue reter melhor seu valor.

Ford Edge ST
Ford Edge ST [divulgação]
Picape compacta: Volkswagen Saveiro

Entre Strada, Montana e Saveiro, a picape da Volkswagen é a que melhor retém seu valor de mercado após um ano de uso. Nas versões com cabine estendida a depreciação é de 33%, enquanto nos modelos com cabine simples o valor cai 40%. Entre os carros que menos desvalorizam no Brasil, ela é a que tem a maior depreciação.

Volkswagen Saveiro
Volkswagen Saveiro [divulgação]
Picape Média: Toyota Hilux

No patamar das picapes médias, a perda de valor após um ano de uso é menor do que nas compactas. A Hilux chega a depreciar 24% nas versões cabine simples, enquanto a cabine dupla perde 32%.

Toyota Hilux
Toyota Hilux [divulgação]

>>Top 5 carros mais seguros fabricados no Brasil

>>Saiba o preço do seguro dos 5 veículos mais vendidos em junho

>>Carros para PCD e têm novas regras mais rígidas para compra

Sobre o autor

João Brigato

João Brigato

Comente

Clique aqui para comentar