Destaque Novidades Serviço

Combustível caro? Saiba como economizar

Calibrar pneus e manter a rotação certa do motor são atitudes básicas que podem surtir efeito no bolso
Bomba de combustível (divulgação)

Todo mundo fala em alta do dólar, que já ultrapassou os R$ 5, mas estão esquecendo de outro vilão que mexe, diretamente, no bolso do brasileiro: o combustível. De acordo com levantamento da ValeCard, empresa de logística e gestão de frotas, um levantamento que mapeia 20 mil estabelecimentos no país afirma que, na primeira quinzena de março, a média de preço foi de R$ 4,683. A região sudeste é a que cobra mais caro pela gasolina: R$ 4,767. São Paulo pratica em torno de R$ 4,438 e o Rio de Janeiro, com o valor mais salgado entre todos os Estados, pede R$ 5,087 pelo litro.

Para não gastar tanto com combustível e reduzir as visitas aos postos de abastecimento, é necessário que você, motorista, tome atitudes mais, digamos, suaves ao volante. Afinal, por mais que as montadoras venham investindo pesado em veículos com motores que não bebem tanto, alguns hábitos de direção são determinantes para se obter economia extra.

E não é só isso! Segundo o Cesvi Brasil, a manutenção correta do veículo também é fundamental, como, por exemplo, o costume de calibrar os pneus com a pressão recomendada pelo fabricante. O ideal é fazê-lo a cada 15 dias.

Manter a suspensão alinhada, para evitar que os pneus se desgastem, e verificar o estado do catalisador e escapamento também são atos essenciais. E nunca se esqueça de checar o estado das velas e cabos de ignição, afinal, eles garantem a queima do combustível dentro da câmera de combustão.

Cuidados ao dirigir
Embora as oficinas mecânicas estejam permitidas de funcionar mesmo em meio a atual pandemia vivida pelo mundo, talvez você não queira sair de casa com medo de contrair o coronavírus. Então, vale esclarecer que alguns hábitos que só dependem de você também contribuem de forma eficaz à economia de combustível. Por exemplo, ao dirigir, preste atenção se o motor está na rotação adequada para cada marcha engatada. Nada de alto giro, motor gritando.

É recomendável dirigir com motor na rotação adequada para cada marcha engatada em prol da economia (reprodução)

Não dirigir com o pé embaixo, retirar o peso extra do veículo e abandonar o hábito de utilizar o ponto-morto com o carro em movimento (a famosa banguela), também ajuda a poupar combustível. Porém, um dos pontos mais importantes – ou, o mais – é utilizar gasolina, etanol e diesel de qualidade, pois, quando adulterado, podem comprometer o funcionamento do motor e alterar seu consumo.

E não é só isso. Combustível adulterado, pode danificar o motor e outros componentes do veículo e, ainda, aumentar o nível da contaminação ambiental por meio de gases e partículas poluentes. Com base nisso, caso seja vítima, denuncie o fato à ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), informando o nome, endereço e CNPJ do estabelecimento, que pode ser autuação, lacrado ou, até mesmo, fechamento pelo órgão.

Veja mais: 

>> Cuidados com o combustível adulterado

>> Recall: Fiat Toro é convocada por falha em filtro de combustível

>> Governo garante que aumento para 40% de etanol na gasolina não acontecerá

 

Sobre o autor

Vagner Aquino

Vagner Aquino

Comente

Clique aqui para comentar

Encontre peças e acessórios





Vídeo

Triumph T120 Black: uma clássica Bonneville com pegada agressiva