Destaque Novidades

Exclusivo: Fiat Grand Siena e Cronos 1.8 sairão de linha em breve

Mudanças entre os sedãs da Fiat fará com que o veterano Grand Siena saia de linha junto das versões 1.8 do Cronos
Fiat Grand Siena 2021 [divulgação]
Fiat Grand Siena 2021 [divulgação]

Depois que a Fiat alterou o esquema de produção do Cronos na Argentina, o sedã compacto reascendeu no mercado. Se tornou o líder absoluto no país vizinho e por aqui vem tentando tomar o lugar do Chevrolet Onix Plus como rei dos sedãs compactos. Mas, para 2022, o Cronos terá algumas mudanças e matará seu irmão Grand Siena.

Por conta das regras do Proconve7, alguns carros e motores terão de sair de linha forçadamente. Fontes ligadas à marca afirmaram que não vale mais à pena investir em modelos velhos, cravando que alguns carros sairão de linha em breve. Um deles é o Grand Siena.

Lançado em 2012 com base na segunda geração do Fiat Palio, o Grand Siena conviveu com o modelo original por alguns anos. Por isso até adotou o nome Grand. Contudo, com o lançamento do Cronos em 2018, o Grand Siena foi rebaixado a sedã de entrada da Fiat, passou a contar só com versões básicas e motor 1.0 e 1.4 da família Fire.

Fiat Cronos [divulgação]
Fiat Cronos [divulgação]
O sedã do Palio deve se despedir em breve, possivelmente já na virada do ano. Mas a Fiat não ficará com um buraco aberto em sua linha. O reforço virá justamente do Cronos, que vai desceu um degrau.

Sai Siena, entra Cronos 1.0

Para substituir o Grand Siena, a Fiat terá novas versões do Cronos com motor 1.0. Só que a melhora será ainda mais importante, visto que o Siena usa motor 1.0 Fire quatro cilindros de 75 cv e 10,1 kgfm ou 1.4 Fire quatro cilindros de 88 cv e 12,5 kgfm. O Cronos 1.0 será equipado com o moderno Firefly três cilindros de 77 cv e 10,9 kgfm de torque.

Fiat Grand Siena 2021 [divulgação]
Fiat Grand Siena 2021 [divulgação]
Ou seja, com isso ele terá potência e torque intermediários entre os Grand Siena 1.0 e 1.4, mas o preço será mais alto. O sedã do Palio hoje começa em R$ 63.490 e vai até R$ 67.490. Já o Cronos mais barato tem motor 1.3 e custa R$ 74.490. É possível que a versão 1.0 fique poucos reais acima dos R$ 70 mil. Mas dificilmente abaixo disso.

Solução para o Cronos automático

A nova estratégia com o sedã do Argo é tirar de linha as versões 1.8 e adicionar novas com motor 1.3. O antigo 1.8 E.Torq quatro cilindros aspirado não cumprirá mais com as exigências de emissões de poluentes proposta pelo Proconve7, por isso será descontinuado na virada do ano – isso inclui em outros carros como Fiat Toro, Jeep Renegade e Fiat Doblò.

Fiat Cronos [divulgação]
Fiat Cronos [divulgação]
Como hoje todo Cronos 1.8 é automático, a Fiat já preparou a resposta a essa demanda, já que o motor grande será aposentado. As versões Drive 1.8 e Preicison 1.8 serão substituídas por novas variantes com motor 1.3 Firefly aspirado e câmbio CVT. Será a primeira vez que a Fiat usará a transmissão continuamente variável em nosso país.

O layout de motor 1.3 aspirado e câmbio CVT estreia no Pulse e depois será levado ao Cronos e ao Argo. Assim, o público que antes comprava o modelo 1.8 terá a disposição o motor 1.3 bem mais econômico e aliado à caixa continuamente variável. Terá perdas em potência e torque, já que o motor antigo rende 139 cv e 19,3 kgfm, enquanto o 1.3 entrega 109 cv e 14,2 kgfm.

Fiat Cronos [divulgação]
Fiat Cronos [divulgação]
A Fiat ainda terá motor 1.0 GSE três cilindros turbo em breve para o Cronos e para o Argo. Esse motor será lançado no Pulse e depois caminhará para o restante da família. É possível que ele seja usado somente na versão HGT ou em uma nova variante topo de linha acima da Precision 1.3 CVT.

>>Fiat Pulse 2022 terá Google Assistente e Amazon Alexa

>>Strada se aproxima dos R$ 100 mil em novo reajuste

>>Novo Punto confirmado como Peugeot 208 da Fiat. Substituirá o Argo?

Sobre o autor

João Brigato

4 Comentários

Clique aqui para comentar