Destaque Novidades

Fiat Punto pode voltar baseado em Peugeot 208 e Opel Corsa

Stellantis poderá finalmente permitir que o projeto do novo Fiat Punto seja desengavetado, mas dessa vez com alma de Peugeot
Fiat Punto [divulgação]
Fiat Punto [divulgação]

Ironia do destino ou não, mas Fiat Punto e Opel Corsa voltarão a se encontrar. Isso porque a geração anterior do Corsa e o último Punto compartilhavam plataforma, apesar de Opel e Fiat não terem relações na época. Agora todas parte do grupo Stellantis, o Punto poderá ressurgir aparentado também ao Peugeot 208.

Segundo a revista alemã Autobild, o projeto da quarta geração do Fiat Punto já começou. O modelo será construído sobre a plataforma modular CMP da PSA. A base hoje é usada pelo Peugeot 208, Opel Corsa e será aproveitada no Brasil também pelo sucessor do Citroën C3.

A base é extremamente versátil, flexível e permite uso de motores a combustão e também 100% elétrico. A ideia de um Fiat e-Punto poderá surgir na Europa, fazendo par ao Peugeot e-208 e ao Opel Corsa E. Vale lembrar que no Brasil o 208 elétrico terá sobrenome e-GT e será lançado ainda neste ano.

Peugeot 208 Active Pack [Auto+ / João Brigato]

A vingança do Punto sobre o Argo?

Como a Fiat usará globalmente a plataforma CMP em seus compactos, é possível que esse Punto possa atuar como sucessor do Argo aqui no Brasil. O ganho de escala seria grande, visto que a base será feita em Porto Real (Rio de Janeiro) para o sucessor do Citroën C3 e já é usada na Argentina no novo Peugeot 208.

A ideia será usar a base PSA e motores FCA. Por isso, o novo Punto deverá ser equipado com o novo Firefly 1.0 turbo que está prestes a estrar no Brasil. Lá na Europa o 1.3 Firefly turbo já é usado, mas não seria a proposta para um carro de porte compacto. Já a motorização elétrica seria toda provida pelo lado francês da Stellantis.

Stellantis
Opel Corsa-e (divulgação)

>>Stellantis confirma substituto do Citroën C3 para o segundo semestre

>>Carros da Fiat e Jeep custam mais caros no estado de São Paulo

>>Peugeot 208 Active Pack tem o essencial, mas falta charme – Avaliação

Sobre o autor

João Brigato

Um comentário

Clique aqui para comentar

  • Será?
    O antigo Punto tinha uma plataforma feita em conjunto com a Opel e usada também no Corsa D que não veio para o Brasil.
    No entanto, para se adequar a realidade brasileira a Fiat decidiu usar a base do Palio para fazer o Punto e Linea e a GM decidiu “pular” o Corsa D.
    Acho que pra nós não virá.