Destaque Novidades

Nova Fiat Strada evolui, mas traz peças de Mobi

Sem preços revelados, 2ª geração da picape agora tem motor 1.3 Firefly e equipamentos inéditos
Fiat Strada 2021 Volcano (divulgação)

Depois de meses seguidos com imagens vazadas e teasers revelados, a segunda geração da Fiat Strada finalmente aparece totalmente ‘despida’. A picapinha confirma o esperado visual da ‘irmão maior” Toro, mas ao mesmo tempo também traz inspirações em outros modelos da marca como Mobi e Argo.

No entanto, seu lançamento oficial com todos os preços por versão vai acontecer somente no segundo semestre deste ano. Vale lembrar que a apresentação da nova Strada aconteceria hoje, mas devido aos acontecimentos por conta do Coronavírus, a apresentação foi adiada.  

Fiat Strada 2021 Volcano (divulgação)

Mas bora ver o que mudou na segunda geração da Fiat Strada! De bate pronto dá pra ver a evolução no desenho da picapinha, que traz dianteira com grade maior e com o nome Fiat em letras no lugar do tradicional logotipo, enquanto os faróis remetem ao do Mobi, sendo mais afilados do que o do subcompacto. A lateral traz um vinco ascendente em direção a traseira, se conectando as lanternas com desenho bem parecido ao da Toro. Já a tampa da caçamba mantém a abertura padrão para baixo, trazendo também o nome Fiat em letras.

Visão lateral Fiat Strada (divulgação)

Aliás, é nítido como a segunda geração da Strada compartilha muitas peças com o Fiat Mobi. Repare no para-brisa dianteiro, na coluna A e nas portas. Lembrou do subcompacto? Pois é, a nova Strada é feita sobre a mesma base do Mobi, Uno e Fiorino, uma forma de conter os custos de produção da picape.

Fiat Strada 2021 cabine simples (divulgação)

É importante lembar que a Strada conserva características que a consagraram desde a época que era derivada do Palio, como a suspensão traseira com eixo rígido e molas semielípticas. Essa configuração ajudou a picapinha a conquistar a fama de robusta na hora de levar carga.

Por falar em carga, o espaço para a caçamba, segundo a Fiat, cresceu. Agora as versões com cabine dupla têm capacidade para até 844 litros (graças as laterais da caçamba, que ficaram mais altas), contra os 584 do modelo anterior. Na configuração voltada ao trabalho, com cabine simples, o volume passou de 1.220 litros para 1.354 litros, com a capacidade máxima de carga indo de 705 kg para 720 kg. No caso da Strada cabine dupla, a capacidade de carga se manteve em 650 kg.

Fiat Strada 2021 Volcano (divulgação)

Por dentro a sensação é de que o desenho do painel não conversa com o visual da carroceria. Isso porque lembra bastante o design da cabine do Mobi, principalmente se reparar no painel de instrumentos menor com tela central digital ao centro, as saídas de ar redondas nos cantos e os comandos do ar-condicionado. No entanto, o acabamento parece ser melhor do que o subcompacto, embora o ambiente seja dominado por plásticos rígidos.

Fiat Strada 2021 Volcano (divulgação)

Entre os equipamentos da nova Strada, o destaque fica para o controle de estabilidade e tração ser de série para todas as versões que pegaram os mesmos nomes da Toro: Endurance, Freedom e Volcano. Há ainda bloqueio eletrônico de diferencial, faróis full led para a versão topo de gama, além de central multimídia com tela de 7 polegadas com recurso inédito, que espelha o smartphone via Apple CarPlay e Android pela conexão Bluettoth, ou seja, não precisa mais usar o cabo USB para isso.

Já em relação a motorização a Fiat decidiu manter o famigerado 1.4 Fire de até 88 cv e 12,5 kgfm de torque nas versões de entrada, enquanto que o moderno 1.3 Firefly de até 109 cv e 14,2 kgfm equipa as versões mais caras (o 1.3 substitui o antigo 1.8 E-Torq). Ambos sempre vêm com câmbio manual de cinco marchas.

 

Abaixo, confira os equipamentos de cada versão:

Strada Endurance 1.4 (cabine simples e dupla): ar-condicionado, direção hidráulica, volante com regulagem altura, computador de bordo, controles de tração e estabilidade e assistente de partida em rampa. Há ainda faróis com luzes diurnas (DRL), protetor de caçamba, iluminação de caçamba, porta-escada, para-choques sem pintura e rodas de aço de 15 polegadas com calotas.

Strada Freedom 1.3 (cabine simples e dupla): equipamentos da Endurance mais direção elétrica, banco do motorista com regulagem de altura, travas, vidros e retrovisores elétricos, faróis de neblina, bem como para-choques, maçanetas e retrovisores na cor da carroceria. Traz também rádio com porta USB frontal, rodas de liga aro 15″, display digital de 3,5″ para o computador de bordo e sensor de pressão dos pneus.

Strada Volcano 1.3 cabine dupla: itens da Freedom e soma faróis full LED, bancos revestidos com misto de tecido e couro, volante revestido com couro, vidros elétricos traseiros, central multimídia com tela de 7 polegadas, duas entradas USB e câmera de ré. Vem ainda sensor de estacionamento, capota marítima, rack de teto, santantônio e rodas de liga-leve de 15 polegadas com pneus de uso misto.

Veja mais:

>> Nova Fiat Strada tem versões reveladas por patentes

>> Carros inesquecíveis: Ford Pampa

>> Andamos na Fiat Toro S-Design, a versão “escurecida” da picape

Sobre o autor

Avatar

Redação

Comente

Clique aqui para comentar

Encontre peças e acessórios





Vídeo

Triumph T120 Black: uma clássica Bonneville com pegada agressiva