Destaque Novidades

RAM 1000 estreia com motor velho e em versão única por R$ 145.600

Oferecida na Colômbia, nova RAM 1000 nada mais é que a nossa Fiat Toro com outro nome e grade frontal diferente, mas com o velho 1.8 E.Torq
Fiat Toro
RAM 1000 [divulgação]

Como já era de se esperar, a RAM 1000 passou por sua primeira reestilização seguindo os moldes da Fiat Toro. Produzida em Goiana, Pernambuco, ao lado da picape brasileira, a versão RAM é oferecida em outros mercados latino-americanos e começa sua jornada reestilizada pela Colômbia, Peru, República Dominicana e Chile.

Entretanto, por aqui já saímos na vantagem em relação aos nossos companheiros. A Fiat Toro 2022 é oferecida em nove versões com três opções de motor, já a nova RAM 1000 tem apenas uma versão e uma motorização, ao menos por enquanto. E ainda para não ajudar muito a situação da picape intermediária, o motor escolhido é o velho 1.8 E.Torq.

Com expectativa de ser descontinuado no Brasil no ano que vem por conta do Proconve7, o motor 1.8 será o único oferecido para a RAM 1000 na Colômbia nesse primeiro momento. Por lá ele bebe apenas gasolina e entrega 130 cv e 17,4 kgfm de torque, enquanto por aqui os números sobem a 139 cv e 19,3 kgfm por causa da conversão a flex.

Fiat Toro
RAM 1000 [divulgação]

Big Toro

Oferecida somente na versão topo de linha Big Horn, equivalente à Volcano flex, a RAM 1000 custará R$ 145.600 (105.990 pesos) na Colômbia, único país que divulgou o preço da picape em pré-venda no momento. Por aqui, a Toro Volcano flex custa R$ 153.990 com os mesmos equipamentos da versão colombiana.

Além do nome diferente, RAM 1000 e Fiat Toro trazem algumas pequenas diferenças visuais. A versão da marca norte-americana tem grade frontal da Toro Ranch, sempre com acabamento cromado. A parte interna é diferente com o nome RAM e um recorte em paralelepípedo como nas picapes maiores.

Fiat Toro
RAM 1000 [divulgação]
Atrás o logotipo da Fiat é trocado pelo carneiro da marca americana, tratamento estendido ao interior e rodas. Por falar nos aros, eles tem 16 polegadas e visual totalmente diferente de qualquer versão da Toro brasileira. O nome RAM 1000 vem estampado na lateral, enquanto a traseira carrega somente o nome da versão, Big Horn, no caso.

>>S10 entra para os mais vendidos de agosto liderado pela Fiat

>>Fiat Toro turbo flex 2022 não é rainha à toa, mas segue bebum | Avaliação

>>Exclusivo: Fiat Grand Siena e Cronos 1.8 sairão de linha em breve

Sobre o autor

João Brigato

4 Comentários

Clique aqui para comentar