Destaque Mercado Novidades

Seminovos e usados caem 62,58%

Levantamento realizado pela Auto Avaliar compara vendas do mês de abril em relação ao mesmo período de 2019
Na hora da escolha, carro com mais de 100 mil km pode ser levado em consideração, mas com cautela (Auto+)

E não foi só no segmento de novos que o volume de vendas registrou queda no Brasil. No varejo de veículos seminovos e usados a perda média foi de 62,58% no mês de abril em comparação com o mesmo período do ano anterior. O dado foi divulgado pela Auto Avaliar, que atua em cinco países e trabalha com comercialização e gestão de veículos usados.

Tais números levam em consideração as transações realizadas por 3,2 mil concessionárias e 30 mil lojistas multimarcas espalhados pelo Brasil e, segundo análise, Sergipe registra maior perda entre os estados, com 88,9% de queda. Na sequência vêm Alagoas, com 83,3%, e Tocantins (80%).

O estudo foi feito com base nas transações de seminovos e usados entre concessionárias e lojistas no Brasil entre 1 e 19 de abril deste ano – auge do isolamento social no País – em comparação com o mesmo período do exercício anterior. No total, foram avaliadas cerca de 7,4 mil negociações no varejo brasileiro de automóveis.

Na outra ponta, Roraima e Espírito Santo registraram aumento no volume de transações no período. Mesmo poucas negociações, ambos subiram, respectivamente, 200% e 14,6%. No total, o varejo de automóveis comprou e vendeu cerca de 18 mil veículos seminovos e usados no mês de janeiro na plataforma de repasse online da Auto Avaliar.

00

>> Motos: emplacamentos recuam quase 63%

>> Ford e Audi adotam novos procedimentos

>> Chevrolet Onix é o carro com menor desvalorização entre seminovos

Sobre o autor

Avatar

Redação

Comente

Clique aqui para comentar

Vídeo

Triumph T120 Black: uma clássica Bonneville com pegada agressiva