Destaque Racing

Alonso na Aston Martin e vitória de Verstappen agitam a F1

O mundo da Fórmula 1 foi levemente abalado com o anúncio da ida de Alonso para a Aston Martin na vaga de Vettel
Ocon e Alonso [divulgação]
Ocon e Alonso [divulgação]

É oficial, Alonso será piloto da Aston Martin em 2023. De maneira surpreendente, a Fórmula 1 anunciou na manhã desta segunda-feira que o bicampeão mundial vai assumir a vaga deixada por Sebastian Vettel, que anunciou sua aposentadoria na última semana.

Com 41 anos recentemente completados, Fernando Alonso ainda acredita que pode contribuir com a categoria. Tanto que abraçou o projeto do time comandado pelo bilionário Lawrence Stroll. De qualquer forma, é um pouco chocante ver o espanhol trocar a atual quarta força do campeonato pela equipe que está no penúltimo lugar entre as construtoras, já que raramente a Aston Martin consegue brigar efetivamente por pontos.

Há outros motivos que causam choque neste anúncio. Primeiramente, no sábado, a repórter da Band, Mariana Becker, havia informado durante a transmissão da classificação que faltavam apenas detalhes para que Alonso renovasse com a Alpine. Dois dias depois, a situação foi justamente a inversa, com o bicampeão abandonando a equipe após a temporada 2022.

Fernando Alonso [divulgação]
Fernando Alonso [divulgação]
O outro ponto é que, como já dito, Alonso tem 41 anos, sendo o piloto mais velho do grid. Mesmo com essa idade, e incontáveis anos de serviços prestados à F1, a informação é de que o piloto assinou um contrato de vários anos. Embora não tenha confirmado de quantos anos seria o acordo, alguns rumores acreditam em um contrato de três anos.

A ida de Alonso para a Aston Martin deixa sua vaga na Alpine em aberto. E como a F1 entrou em recesso de três semanas, a tendência é que pipoquem inúmeros nomes para o assento na equipe francesa. Campeão da F2 em 2021 e piloto reserva da Alpine, Oscar Piastri é um dos candidatos à vaga, mas pode ser que o time francês busque por algum piloto mais experiente. 

Fernando Alonso [divulgação]
Fernando Alonso [divulgação]

Verstappen vence o GP da Hungria 

O anúncio de Alonso na Aston Martin até ofuscou a grande vitória que Max Verstappen teve no GP da Hungria. Após largar em 10º, o piloto soube escalar o pelotão na hora certa e contou com a ajuda da Ferrari, que conseguiu acabar com a corrida de Charles Leclerc e Carlos Sainz com erros de estratégia de nos pits.

Quem também soube escalar o pelotão foi Lewis Hamilton, que terminou em segundo, seguido pelo seu companheiro de Mercedes, George Russell, que havia conquistado sua primeira pole no sábado. 

Verstappen vence na Hungria [divulgação]
Verstappen vence na Hungria [divulgação]
Com a vitória, Max chegou aos 258 pontos, contra 158 de Leclerc, que foi apenas o sexto. Faltando apenas mais nove etapas, Verstappen tem uma vantagem bastante considerável e ruma para ser bicampeão até mesmo de maneira antecipada, já que o holandês parece estar em sua melhor fase, enquanto a Ferrari bate cabeça e não consegue impedir o avanço do atual campeão do mundo.

>> BMW pode voltar à F1 em parceria com a McLaren

>> Renault Espace F1 2022 é uma ideia tão errada e tão magnifica

>> As 7 vidas que Alonso já gastou na Fórmula 1

Sobre o autor

Leo Alves

Comente

Clique aqui para comentar