Destaque Novidades

Chery Tiggo 2 2021 ganha câmbio CVT e faróis divididos como Fiat Toro

Alinhando-se ao restante dos irmãos Tiggo, o menor SUV da CAOA Chery, o Tiggo 2, ganha novidades lá fora
Chery Tiggo 2 [divulgação]
Chery Tiggo 2 [divulgação]

Menor e mais velho SUV da Chery atualmente em linha, o Tiggo 2 é também o modelo mais barato da marca nesse segmento. Se antes ele parecia um tanto quanto deslocado dos irmãos mais modernos, agora a marca chinesa resolveu dar um extenso tapa no visual e atualizar a mecânica para finalmente alinha-lo ao restante dos Tiggo.

Lançado na China como Tiggo 3X Plus, o modelo é mais conhecido como Tiggo 2 no Brasil, onde é vendido pela CAOA Chery. As novidades da linha 2021 vão além da dianteira renovada inspirada no Tiggo 7 Pro com toques de Fiat Toro e Citroën C4 Cactus.

Tchau quatro marchas

A Chery finalmente aposentou a arcaica transmissão automática de quatro marchas e deu ao Tiggo 2 uma moderna caixa CVT. Só não ficou especificado se a transmissão é a CVT de seis marchas anteriormente usada pelo Arrizo 5 ou se é a nova caixa de nove marchas que está presente no Arrizo 5 2021 e no sedã médio Arrizo 6 no Brasil.

Chery Tiggo 2 [divulgação]
Chery Tiggo 2 [divulgação]
Além do novo câmbio, o Chery Tiggo 2 2021 ganhou sistema de freio eletrônico como está presente em toda linha CAOA Chery no Brasil. Ele, aliás, é o primeiro SUV de sua categoria a trazer esse sistema, comumente encontrado em utilitários da faixa dos R$ 100 mil como o próprio Tiggo 5X.

O único balde de água fria jogado pela Chery tem a ver com o motor: rumores apostavam fortemente na substituição do atual 1.5 quatro cilindros aspirado de 116 cv por um novo 1.0 três cilindros turbo com pelo menos 120 cv. A mudança não ocorreu e o Tiggo 2 continua com motor aspirado – algo que pode facilitar sua produção no Brasil pela CAOA.

Tipo Toro e Cactus

Como vem se mostrando moda no segmento de SUVs, os faróis divididos chegaram ao Tiggo 2. A mudança de visual ajudou a afastar ainda mais o SUV compacto de seu progenitor, o hatch Celer (já aposentado até na China).

[divulgação]
[divulgação]
O conjunto combina elegantemente feixes de LED na porção superior com um projetor disfarçado em meio a plástico preto na parte inferior do para-choque. A grade frontal ovalada com pontos cromados faz parte da nova linguagem visual da Chery que está presente no novo Tiggo 7 e estará no Tiggo 5X reestilizado.

A traseira do novo Tiggo 2 recebeu para-choque remodelado com um aplique cinza na parte inferior. As lanternas tem lente escurecida e o friso cromado que atravessava a tampa foi substituído por um acabamento em preto piano. O aerofólio traseiro agora é totalmente pintado na cor da carroceria.

Tratamento por dentro

Se por fora as mudanças já foram impactantes, por dentro a Chery também deu um banho de loja no Tiggo 2. O acabamento continua simples, recheado de plásticos duros e encaixes simples, mas as texturas foram melhoradas, há mais isolamento e o visual foi modernizado.

Há uma nova central multimídia com Apple CarPlay, mas que não tem Android Auto pois o Google é proibido na China. O painel de instrumentos mudou e tem grafismos mais modernos, mas não compete com os irmãos Tiggo 5X e Tiggo 7 com sua instrumentação parcialmente digital. Já o volante foi herdado do Arrizo 6.

[divulgação]
[divulgação]
Vem para o Brasil?

Ainda não está confirmado se a CAOA Chery fará as mesmas mudanças no Tiggo 2 nacional que foram feitas no modelo chinês. Contudo, a marca está tentando acompanhar o ritmo das alterações feitas do outro lado do oceano para deixar seus SUVs e sedãs alinhados globalmente. É questão de tempo até o Tiggo 2 mudar por aqui.

>>O Fiat que virou Daewoo e Chevrolet para depois ser copiado pela Chery

>>CAOA Chery Tiggo 8: SUV de 7 lugares chega por R$ 156.900

>>CAOA Chery Arrizo 6 já se posiciona entre sedãs médios mais vendidos

Sobre o autor

João Brigato

Comente

Clique aqui para comentar