Curiosidades Destaque

Cinco carros legais vendidos no Chile que deixam o Brasil com inveja

Mais aberto a importados que o Brasil, o Chile tem uma vasta lista de carros legais que nos deixam com muita inveja
Chevrolet Traverse [divulgação]

Parte do Mercosul, o Chile recebe diversos automóveis produzidos no Brasil. Por lá temos modelos como Chevrolet Onix, Fiat Mobi e até Renault Oroch. Contudo, o país vizinho tem carros legais que nos deixam com verdadeira inveja.

Tal qual a lista que revelou modelos interessantíssimos na Argentina que não temos por aqui, o top 5 chileno mostra alguns carros que tinham real potencial de serem vendidos no nosso país.

Hyundai Venue

Entre os carros legais vendidos no Chile, o Hyundai Venue é o que tem mais potencial de fazer sucesso no Brasil. Resta saber o que a marca coreana está esperando para oferece-lo por aqui. Situado abaixo do Creta, o Venue é um SUV subcompacto com 4 metros de comprimento. Ele tem visual exótico e ousado que o faz parecer maior do que de fato é.

Hyundai Venue (divulgação)

Ele se encaixaria como uma luva no mercado nacional para atuar entre o Hyundai HB20 e o Creta. Com potencial de sucesso maior que o aventureiro HB20X. Ele traz o mesmo motor 1.6 dos primos brasileiros por lá, mas também tem opção do 1.0 três cilindros turbo. Tem preços começando em 12.390.000 pesos chilenos, equivalente a aproximadamente R$ 90 mil.

Chevrolet Traverse

Do lado oposto do Venue, o Chevrolet Traverse é um verdadeiro mamute sobre rodas. Irmão maior do Equinox, esse SUV norte-americano carrega sete pessoas e tem visual robusto. Carroceria toda quadrada e elegante faz dele um dos carros mais legais que a Chevrolet vende no Chile.

Chevrolet Traverse [divulgação]
Chevrolet Traverse [divulgação]
Ele conta com motor 3.6 V6 aspirado com 305 cv e diversos mimos eletrônicos. No Chile, ele é oferecido somente nas versões LT com opção de tração dianteira ou traseira, além da topo de linha Premier. Os preços ficam entre 30.190.000 pesos chilenos e 35.690.000 pesos chilenos, algo em torno de R$ 219 mil a R$ 258 mil.

Renault Mégane RS

Enquanto o Brasil tem o Sandero RS e o Chile não, nossos vizinhos se vingam com a presença do Mégane RS. Em se tratando de carros legais da Renault, o Mégane RS está acima do Sandero RS. Ele traz motor 1.8 quato cilindros turbo de 285 cv contra o 2.0 quatro cilindros de 150 cv da Scénic usado pelo modelo brasileiro.

Renault Mégane RS (divulgação)

Por lá ele é oferecido em quatro versões. Com câmbio manual por 28.990.000 (R$ 210.190) pesos chilenos, preço que sobe a 29.490.000 (R$ 213.732) com bancos revestidos em couro. Já com câmbio automatizado de seis marchas, os preços do Mégane RS pairam entre 30.990.000 (R$ 224.451) e 31.490.000 (R$ 228.072) com bancos revestidos em couro.

Opel

Esse caso não é somente um modelo interessante, é toda uma fabricante. A Opel, para muitos brasileiros, foi a responsável por produzir os melhores Chevrolet dos anos 1990. Agora nas mãos da Stellantis comandada por Peugeot e Fiat, a marca do raio voltou à América Latina.

Opel Crossland [divulgação]
Opel Crossland [divulgação]
Por lá ela oferece uma lista bem completa de modelos, com destaque para o Corsa com preços entre 11.490.000 (R$ 83.248) e 16.490.000 (R$ 119.474). Há também o SUV compacto Crossland custando entre 14.190.000 (R$ 102.810) e 16.590.000 (R$ 120.190) ou o médio Grandland X partindo de 17.490.000 (R$ 126.702) e chegando até a 21.990.000 (R$ 159.301).

Peugeot 2008

A exceção do 208, toda linha Peugeot chilena é completamente diferente da brasileira. Eles ainda contam com a versão européia do 208 turbo por lá, infelizmente ausente por aqui. Há ainda o hatch médio 308 e do sedã compacto 301, sem contar as versões renovadas de 3008 e 5008. Mas o destaque vai para o 2008.

Peugeot 2008 [divulgação]
Peugeot 2008 [divulgação]
Segunda geração do SUV compacto da Peugeot, ele tem belíssimo visual e poderia ser um grande sucesso para a marca francesa aqui no Brasil. Por enquanto descartado para o nosso mercado, ele é bem maior que a atual geração vendida por aqui. Custa a partir de 15.390.000 pesos chilenos (R$ 111.491).

>>Cinco carros que são versões em miniatura de outros carros

>>Cinco carros legais vendidos na Argentina que deixam o Brasil com inveja

>>Cinco versões legais do Chevrolet Corsa que não tivemos no Brasil

Sobre o autor

João Brigato

10 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Temos que levar em consideração o padrão de vida dos chilenos, aqui o governo rouba do usuário de carros muito dinheiro pela compra do bem quase 50%, combustível altíssimo (roubo), os governantes estaduais com os ipvas (roubo) e ainda tem bitributação dos pedágios, afinal se pagamos IPVA, então será que não aparece um FDP de um político para criar desconto no IPVA, devido a essa bitributação? É muito roubo em cima de nós. Eis a questão porque as montadoras não trazem carros melhores. Quem vai comprar essa elite usurpadora?

    • Infelizmente o brasileiro só pensa na prestação que vai pagar durante 72 ou até 80 mesês e sem entrada só que acaba pagando três carros, a indústria automobilística agradece dizendo tem trouxa pra tudo.

  • Logo , logo no Brasil não vai nem ter carros para comprar o povo tá passando fome , desemprego , auxílio emergencial 150 montadoras indo embora igual a Ford a tendência é piorar se nada for feito nem ruas boas você tem para andar com carros muito descaso público nas rodovias valeu 🍰👍