Destaque Novidades

Hyundai Creta 7 lugares será vendido na América Latina. Vem ao Brasil?

Chamado de Hyundai Alcazar na Índia, a versão de sete lugares do SUV compacto sul-coreana será Creta Grand no México
Hyundai Alcazar / Creta Grand [divulgação]
Hyundai Alcazar / Creta Grand [divulgação]

Desde que a Hyundai revelou o Alcazar na Índia, ela havia dito que o SUV compacto de sete lugares seria destinado a diversos mercados. Prova disso é que ele será vendido também no México. Mas será que há espaço para um Grand Creta no Brasil para concorrer com o Jeep Commander?

Lá no México, o modelo trocará o nome Alcazar por Creta Grand, sim com o Grand no final do nome ao invés do método tradicional que diversas montadoras usam para modelos sete lugares. A Hyundai ainda não revelou detalhes sobre o modelo para o mercado mexicano, mas ele será importado da Índia.

Em relação ao Creta recém lançado por aqui, o modelo de sete lugares tem 10 cm a mais de entre-eixos e 23 cm a mais no comprimento. Assim, ele totaliza 4,50 m de comprimento e 2,71 m de entre-eixos contra 4,27 m e 2,61 m, respectivamente, do Creta tradicional com cinco lugares.

Hyundai Alcazar / Creta Grand [divulgação]
Hyundai Alcazar / Creta Grand [divulgação]
Comparando ao Jeep Commander, que seria seu principal concorrente aqui no Brasil, o Alcazar / Creta Grand é 26 cm mais curto, 5 cm mais baixo e 7 cm mais estreito. O modelo da Hyundai conta com versões de sete lugares com três fileiras no esquema 2+3+2 ou uma variante mais luxuosa com seis lugares na disposição 2+2+2.

Lá na Índia ele tem como opção motores 1.5 turbo diesel de 115 cv ou o mesmo 2.0 aspirado usado no Brasil, só que com 159 cv. Ambos são atrelados a uma transmissão automática de seis marchas. No México é cotado o uso de motor 1.4 turbo de 150 cv no Creta Grand – mesmo motor usado no modelo curto em alguns países.

[divulgação]
[divulgação]

Menos ousadia?

Além do visual esticado, o Alcazar / Creta Grand tem dianteira modificada em relação ao modelo brasileiro. Os faróis ganham novos detalhes na parte que os divide, enquanto a grade frontal tem elementos cromados retangulares e um cromado diferente na base. O para-choque também é diferente e mais agressivo.

Na traseira, o estilo ficou mais contido, com lanternas de formato pouco ousado interligadas por uma barra cromada. A cabine é idêntica à do Creta, mas conta com opção de couro terracota. Há mesinhas do tipo avião no banco traseiro, que não estão presentes no modelo curto.

[divulgação]
[divulgação]
Desde o lançamento do Hyundai Creta 2022 no Brasil, a marca sul-coreana não comenta sobre o Alcazar por aqui. Diz que há possibilidade, se o mercado pedir. Dada a crescente demanda por SUVs de sete lugares e a chegada do Jeep Commander, parece haver sim espaço para o modelo maior. Basta a conta fechar para a marca sul-coreana.

>>Creta 2022 vale à pena é com motor 1.0 turbo | Impressões

>>Hyundai reduz preço do Creta 2.0 agora que ele chegou às lojas

>>Hyundai Creta 2022: as diferenças entre Brasil, Índia, China e Rússia

Sobre o autor

João Brigato

2 Comentários

Clique aqui para comentar