Destaque Novidades

Nova geração da sucessora da VW Kombi traz versão eletrificada

Sétima geração da Volkswagen Kombi, agora chamada de vários nomes diferentes, é apresentada na Europa e não será vendida no Brasil
Kombi
Volkswagen Multivan 2022 [divulgação]

A Volkswagen Kombi é um grande símbolo automotivo. Um carro tão emblemático, talvez, quanto a Rainha da Inglaterra. Mas, diferentemente do Brasil que conviveu com a segunda geração por milênios, lá na Europa ela evoluiu gradativamente ao longo dos anos. Prova disso, é que ela chegou à sétima geração, ainda que tenha abdicado do nome Kombi.

Agora chamada de T7, Transporter ou Multivan, a neta da Kombi finalmente se converteu à eletrificação e agora traz muita inovação tecnológica. Ela é um pouco maior que sua antecessora e agora tem espaço para até 4.053 litros de carga em seu interior, com os bancos removidos, é claro.

Kombi TSI

Debaixo do capô, a neta da Kombi não traz mais motor a ar que poderia ser consertado com um arame e um chiclete. Agora ela traz motores usados no Golf. As versões de entrada usam o 1.5 TSI quatro cilindros turbo de 134 cv, enquanto os modelos mais caros vão com o 2.0 TSI de 201 cv.

Kombi
Volkswagen Multivan 2022 [divulgação]
Há opção diesel também quatro cilindros turbo, como os modelos a gasolina, mas entregando aqui 148 cv. A grande novidade, no entanto, é o sistema híbrido. Combinando motor 1.4 TSI com um elétrico, a Kombi eletrificada de 2021 garante 215 cv e disposição para andar na cidade sem usar gasolina. A Volks, no entanto, não divulgou consumo e autonomia.

Independentemente do motor escolhido, a Volkswagen T7 / Transporter / Multivan usa transmissão automatizada DSG de dupla embreagem com sete marchas. Haverá versões com tração dianteira ou integral 4MOTION.

Volkswagen Multivan 2022 [divulgação] Kombi
Volkswagen Multivan 2022 [divulgação]

Heranças da avó

O visual foge quase que totalmente do que um dia foi a Kombi, exceto pela decorativa pintura saia a blusa. A nova van da Volkswagen tem faróis visualmente integrados à grade frontal, que tem barra luminosa como o Taos. A abertura de ar do para-choque é na cor da carroceira e faz lembrar dos modelos ID. da marca alemã.

Um forte vinco na lateral disfarça o trilho das portas e marca bem a linha de cintura, como fazia a Kombi. Na traseira, lanternas invadem a tampa do porta-malas e adotam visual horizontalizado pela primeira vez desde a terceira encarnação da Velha Senhora. O nome Multivan (ou Transporter) vem estampado na parte inferior da enorme tampa traseira.

Volkswagen Multivan 2022 [divulgação]
Volkswagen Multivan 2022 [divulgação]
A cabine é moderna e refinada. Com volante do Nivus e painel digital, a neta da Kombi deixaria sua avó com inveja. Ela conta com visual horizontalizado, materiais contrastantes e luzes ambiente. A central multimídia de 10 polegadas é conectada visualmente ao painel de instrumentos.

Já na segunda fileira, o console central é modular e pode assumir diversos formatos diferentes. Por conta do layout do piso, ele pode ser empurrado para a fileira dianteira ou jogado no porta-malas. Passageiros traseiros ainda desfrutam de teto solar panorâmico.

Volkswagen Multivan 2022 [divulgação]
Volkswagen Multivan 2022 [divulgação]

>>Cross Taos? Volkswagen Taos ganha versão off-road Basecamp

>>VW Taos pode ser a primeira pedra no sapato do Compass | Impressões

>>Volkswagen interromperá fabricação de Gol, T-Cross, Fox e Voyage

Sobre o autor

João Brigato

2 Comentários

Clique aqui para comentar