Destaque Mercado

Peugeot avança 164% nos primeiros setes meses de 2021 no Brasil

Resultado fez a Peugeot vender, em apenas sete meses, mais que todo acumulado do ano passado e tem melhor acumulado em cinco anos
Peugeot 208 Active Pack [Auto+ / João Brigato]
Peugeot 208 Active Pack [Auto+ / João Brigato]

Depois de registrar quedas consecutivas nas vendas nos últimos anos, a Peugeot vem conseguindo recuperar mercado graças à Stellantis. Em meio a um processo de renovação da linha, a francesa fechou os primeiros sete meses de 2021 com alta de 164% nas vendas.

Desde o início da Stellantis no país no ano passado, a Peugeot fechou julho com 3.074 unidades e market share de 1,9%. Segundo a marca, esse é o melhor resultado de participação de mercado desde outubro de 2012. No acumulado de 2021 até julho, foram vendidas 15.040 unidades.

Este resultado dos primeiros sete meses é o mais forte dos últimos cinco anos. É o melhor desde o acumulado de janeiro a julho de 2016, quando a marca fechou com 15.175 unidades, segundo dados da Fenabrave. “Seguimos colocando em prática o nosso plano de crescimento da marca no mercado nacional. Os resultados até o momento são expressivos e superam fortemente o crescimento do setor”, destaca o Diretor Comercial da Peugeot Brasil, Cristiano Bandeira.

Peugeot 2008 [divulgação]
Só entre janeiro a julho, a Peugeot já vendeu mais que todo ano de 2020, quando foram vendidas 13.477 unidades. Em julho, o novo 208 fechou com 1.637 unidades. Depois dos primeiros anos difíceis de mercado, o 2008 tem crescido e fechou o mês passado com 975 unidades sendo o melhor resultado desde outubro de 2018.

Reestilizado em junho, o novo 3008 fechou com 96 emplacamentos em seu primeiro mês cheio de vendas, alta de 159% em relação ao sexto mês do ano. A linha de comerciais leves da marca fechou com 337 unidades para o compacto Expert, 16 unidades para o Boxer e 13 unidades para o Partner.

Peugeot 3008 GT Pack [Auto+ / João Brigato]
Peugeot 3008 GT Pack [Auto+ / João Brigato]
A Stellantis tem como meta reverter a situação da Peugeot e da sua irmã Citroën no país. Segundo Antonio Filosa, presidente da Stellantis América do Sul, o objetivo é alcançar o volume de vendas de 10 anos atrás nos próximos dois anos, quando as marcas respondiam juntas por mais de 5% de participação de mercado.

Peugeot 3008 GT Pack dá quase para chamar de premium | Impressões

Peugeot 208 Active Pack tem o essencial, mas falta charme – Avaliação

Argentina tem Fiat Cronos, Peugeot 208 e VW Gol entre mais vendidos

 

Sobre o autor

Redação

Um comentário

Clique aqui para comentar