Destaque Mercado

Chevrolet Tracker volta a ser um dos SUVs mais vendidos do Brasil

Retomada da produção de carros da Chevrolet colocou o Tracker novamente entre os SUVs mais vendidos, mas longe da liderança
Chevrolet Tracker
Chevrolet Tracker [divulgação]

Aos poucos a Chevrolet volta a colocar seus carros entre os modelos mais vendidos do Brasil. Depois de meses com fábricas paradas, a GM voltou à produção em apenas um turno. Com isso, o Tracker marcou sua reestreia no ranking dos mais vendidos em setembro. Mas a greve na fábrica pode atrapalhar sua decolagem.

O SUV do Onix voltou ao top 10 em quinto lugar depois de meses ausente. Com 3.936 unidades comercializadas, ele ficou longe do pelotão seguinte. O líder de setembro foi o Jeep Compass que, por pouco, não se tornou também o carro mais vendido do Brasil. Só não atingiu tal posição por causa do Hyundai HB20.

Outro representante do segmento de médios, o Toyota Corolla Cross, tomou um escorregão em setembro. Foi da quinta posição para a oitava. Outro que caiu foi o CAOA Chery Tiggo 5X, que deixou o top 10 por conta do retorno do Tracker. Os números de vendas foram fornecidos pela Fenabrave.

Jeep Renegade 80 Anos [divulgação]
Jeep Renegade 80 Anos [divulgação]
Jeep Renegade caiu de segundo colocado para quarto, sendo ultrapassado pelo Hyundai Creta e pelo Volkswagen T-Cross. Já o Honda HR-V e o Volkswagen Nivus foram os únicos SUVs que ficaram exatamente na mesma posição de agosto agora em setembro. Já o Nissan Kicks e o Citroën C4 Cactus desceram uma posição.

SUVs mais vendidos de setembro

  1. Jeep Compass – 6.823 unidades
  2. Volkswagen T-Cross – 5.733 unidades
  3. Hyundai Creta – 4.550 unidades
  4. Jeep Renegade – 4.503 unidades
  5. Chevrolet Tracker – 3.936 unidades
  6. Honda HR-V – 3.502 unidades
  7. Volkswagen Nivus – 3.356 unidades
  8. Toyota Corolla Cross – 3.050 unidades
  9. Nissan Kicks – 2.903 unidades
  10. Citroën C4 Cactus – 1.542 unidades

>>Hyundai Creta 2022 vale à pena é com motor 1.0 turbo | Impressões

>>Renault Mégane agora é um SUV 100% elétrico com porte de VW Nivus

>>Como antecipado pelo Auto+, VW T-Cross 2022 perde versão manual

Sobre o autor

João Brigato

Comente

Clique aqui para comentar