Destaque Novidades

Caminhonete Renault Alaskan pode finalmente ser lançada no Brasil

Depois de muita promessa e até aparições relâmpago no Salão de São Paulo, Renault Alaskan pode se juntar a outras caminhonetes no Brasil
Renault Alaskan [divulgação]
Renault Alaskan [divulgação]

A novela das caminhonetes da Aliança ganho um novo capítulo. Depois que a Nissan adiou a Frontier reestilizada no Brasil para 2022, a Renault retomou planos de vender sua picape média aqui. Depois de muitos atrasos, rearranjos e cancelamentos, a Renault Alaskan pode ser lançada no próximo ano em terras tupiniquins.

Isso foi confirmado por Pablo Sibilla, presidente da Renault Argentina, em entrevista à Agencia Télam (e replicado pelo Argentina Autoblog). A ideia por trás disso é que a marca francesa pretende exportar a caminhonete e dobrar sua produção. Hoje a Renault Alaskan produzida na Argentina é vendida somente no mercado local.

A picape ainda é oferecida em outros países, como Colômbia e Chile. Contudo, as unidades colombianas são produzidas no México. Já as ofertadas nas revendas chilenas, vêm direto da Espanha. A ideia é que a fábrica da Argentina passe a atender essa demanda e, com isso, dobre a produção e número de funcionários.

Renault Alaskan [divulgação]
Renault Alaskan [divulgação]
“Estamos trabalhando em um salto exportador, trabalhando com as divisões do Brasil, Chile e Colombia para ver qual modelo de negócio será rentável para essa picape feita na Argentina”, confirma Sibilla. Sobre o lançamento, o executivo ressalta que deverá ocorrer em “2022 por questões de homologação, que levam um tempo”.

Histórico da Alaskan

Vale ressaltar que a Renault Alaskan foi apresentada no Salão do Automóvel de São Paulo em 2018 de maneira extremamente discreta. Ela não estava presenta na apresentação para imprensa, mas depois surgiu quase que escondida em um canto do estande. A Renault então, pouco depois, cancelou a vinda da picape.

Renault Alaskan [divulgação]
Renault Alaskan [divulgação]
Ela é baseada na atual geração da Frontier, com a qual divide diversos componentes mecânicos e todo interior, além de chapas externas. Basicamente a diferença entre uma Alaskan e uma Frontier é o visual e o a concessionária onde cada uma é vendida e visita a oficina.

Resta saber se as negociações entre a Renault da Argentina e a do Brasil resultarão na tão desejada importação da Askan para o nosso mercado.

Renault Alaskan [divulgação]
Renault Alaskan [divulgação]

>>Nissan Frontier XE é old-school, com forte custo-benefício – Avaliação

>>Scénic poderá voltar a ser uma variante do Renault Mégane

>>Renault Zoe evolui tanto que parece outro carro | Impressões

Sobre o autor

João Brigato

4 Comentários

Clique aqui para comentar