Curiosidades Destaque

Cinco carros da Chevrolet que foram salvos nas reestilizações

Concidentemente, cinco carros da Chevrolet foram lançados com visual polêmico, mas evoluíram muito quando passaram por uma reestilização
Chevrolet Spin [divulgação
Chevrolet Spin [divulgação

Nem sempre um carro agrada de primeira. Estilo polêmico ou falta de harmonia pode prejudicar um bom projeto ou torná-lo alvo de críticas. E é justamente esse o caso desses cinco carros produzidos pela Chevrolet.

Muitas vezes algumas reestilizações de emergência são feitas. Em outros casos, o ciclo de vida natural do carro é cumprido e a mudança visual ocorre de maneira mais impactante e significativa. O resultado final é um carro visualmente mais agradável e com visual mais harmonioso, como esses cinco modelos da Chevrolet.

Agile

Lançado em 2009 no Brasil, o Agile foi alvo de fortes polêmicas por conta de seu visual. Baseado na plataforma do Corsa de 1994, ele trazia estilo inspirado nas minivans, com teto alto e carroceria volumosa. O que era para ser o Sandero da GM, virou alvo de críticas pesadas, mas vendeu bem mesmo assim.

A marca mudou o estilo em 2013, dando uma face mais amigável a ele. O Agile ganhou faróis e grade frontal menores. O para-choque adotou entradas de ar maiores e ligada somente por um friso. A traseira teve mudanças nas lanternas e no para-choque. Foi o suficiente para não ser mais tão criticado, mas as vendas foram fracas por conta da existência do Onix.

Spin

O maldoso apelido de Capivara foi atribuído à Spin quando foi lançada no Brasil em 2012. Tudo por conta da frente arredondada e alta, com faróis grades e grade frontal enorme. A traseira com tampa lisa, pensada para abrigar um estepe na versão aventureira, também não ajudou a minivan.

Em 2018 ela mudou, ganhando uma dianteira mais agressiva com grade frontal horizontalizada. A traseira adotou lanternas mais largas que invadem a tampa do porta-malas. A Spin ficou mais elegante, moderna e passou a ser atraente também de maneira emocional, não mais apenas pelo lado racional.

Cobalt

Quando o Cobalt surgiu em 2011, ele trouxe diversos elementos visuais do Agile, que já não era bem visto no mercado. Grande, espaçoso, robusto e elegante nas versões mais caras, ele foi alvo de críticas pelo visual sem graça e com elementos polêmicos.

A reestilização da linha 2016 trouxe atrativos visuais bastante interessantes. Os faróis ficaram menores, assim como a grade. Na traseira ele ganhou novas lanternas que invadem a tampa do porta-malas. O problema foi que a Chevrolet subiu o preço dele e passou a vender o Cobalt como um modelo mais sofisticado. Não colou e as vendas foram mornas.

Camaro

A mudança visual do Camaro apresentada em 2019 não durou um ano sequer. Na tentativa de deixar o modelo mais esportivo visualmente, a GM integrou a grade frontal e a inferior com um plástico preto. O logotipo foi para o meio do para-choque e quase ninguém gostou do resultado.

A consequência foi uma mudança emergencial feita um ano depois. O para-choque passou a ser totalmente pintado e a gravatinha da Chevrolet voltou para o lugar do qual nunca deveria ter saído. O reflexo do visual polêmico foi que o Camaro caiu nas vendas e foi ultrapassado pelo Dodge Challenger.

Tracker

Ainda que a segunda geração do Tracker não tenha sido tão polêmica quanto outros modelos dessa lista, é inegável sua evolução após a reestilização. O modelo era inspirado no Captiva, mas trazia dianteira com grade pequena e faróis exagerados na mesma pegada da Spin.

Quando mudou em 2016 no Brasil, ganhou interior mais caprichado e visual bem mais elegante. Incorporou luzes de LED e projetores, além de lanternas de LED. Foi o que faltava para o Tracker vender mais no Brasil. Mas o modelo só foi se tornar um sucesso agora na terceira geração, essa produzida localmente.

>>Ford Ranger passa S10 entre picapes mais vendidas de março

>>Apesar do tombo, Onix Plus ainda é líder dos sedãs em março

>>Onix cai em março, Hyundai HB20 e Fiat Strada na liderança

Sobre o autor

João Brigato

João Brigato

Um comentário

Clique aqui para comentar

  • Camaro 2019 é o mais belo de todos, essa opinião sobre a frente é exclusiva dos americanos. A frente preta com a gravata baixa e vazada foi uma grande sacada e só será valorizada no futuro